Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

GQ RENOVADA

O mês de Abril traz uma ‘GQ’ renovada a nível gráfico. Depois do relançamento da revista em Setembro do ano passado – que passou a ser controlada pelo grupo Edimoda –, esta revista masculina sofre agora uma nova mudança, tal como explicou o seu director, Manuel Dias Coelho.
28 de Março de 2003 às 00:00
“Tem um grafismo novo, mais dinâmico, mas sem desvirtuar o espírito editorial”, afirmou aquele responsável. Manuel Dias Coelho acrescentou ainda que o “objectivo é agradar ao público masculino da classe média alta/alta e que realmente gosta das coisas boas da vida”. Com bastante informação, a renovada ‘GQ’ “vive agora mais da imagem”.
“Em Setembro do ano passado, houve uma mudança e, em Janeiro, com a aproximação da Primavera, pensámos: ‘Porque não mudar a revista?’ A ‘GQ’ adapta-se a novas correntes, mas sem nunca a desvirtuar”, diz Manuel Dias Coelho.
Modelo europeu
A renovação gráfica é, de certa forma, uma aproximação ao modelo europeu, mas a verdade é que “não há nenhuma ‘GQ’ igual à outra. Só pretendemos que agrade ao nosso perfil de leitores”, adianta o director da publicação.
A “GQ” nasceu originalmente nos Estados Unidos da América nos loucos anos 20. A Alemanha foi o primeiro país a publicá-la fora dos EUA, em 1984.
Em Portugal, a sua primeira edição foi lançada no ano 2000 .
Ver comentários