Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

ICAP: Anúncio da Crioestaminal viola código da publicidade

O Instituto Civil da Autodisciplina da Comunicação Comercial (ICAP) considera que a campanha publicitária da empresa Crioestaminal, difundida na televisão em Maio, viola o código da publicidade, segundo a deliberação do regulador, divulgada na sua página electrónica.

7 de Julho de 2012 às 16:18
Segundo o JE, "a publicidade em apreço ofende os padrões de decência prevalentes no País e cultura"
Segundo o JE, 'a publicidade em apreço ofende os padrões de decência prevalentes no País e cultura' FOTO: Danilo Pavone

Em causa estavam as queixas apresentadas no ICAP sobre o anúncio que diz que há uma hipótese em 200 de as crianças virem no futuro a desenvolver doenças como leucemia, linfoma ou tumores sólidos, passíveis de serem tratadas com células estaminais próprias ou de um irmão e no qual aparece uma criança a questionar: "Mãe, pai, guardaram as minhas células?".

De acordo com a deliberação do Júri de Ética (JE) do ICAP, numa reunião realizada há um mês, o anúncio "configura um caso de violação particularmente grave das normas e de conduta que as comunicações comerciais devem respeitar".

Segundo o JE, "a publicidade em apreço ofende os padrões de decência prevalentes no País e cultura, explora a falta de conhecimento e experiência dos consumidores afectando a sua decisão esclarecida e revela pouca responsabilidade social ao promover - designadamente através da pergunta que se indicia que as crianças devem fazer aos seus pais - a discriminação entre aqueles que tenham optado pelos serviços e os que não, independentemente das razões religiosas, financeiras ou outras que tenham motivado a escolha".

 

crioestaminais icap código publicidade ética anúncio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)