Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Inês em triângulo amoroso

Moita Flores concebeu um original argumento para a série que a RTP1 exibe por ocasião do 650.º aniversário da morte de Inês de Castro.
19 de Agosto de 2005 às 00:00
Ana Moreira é a protagonista da série de época ‘Inês’
Ana Moreira é a protagonista da série de época ‘Inês’ FOTO: Arquivo CM
Na série ‘Inês’, cujas filmagens começaram esta semana em Tomar, o argumentista Francisco Moita Flores imprime um cunho original ao célebre drama ao caracterizar como de amizade a relação supostamente conflituosa entre a mulher de D. Pedro I, Dona Constança, e a sua rival, a aia galega Inês de Castro.
Interpretada pela actriz Ana Moreira, a figura central da série de 13 episódios vive um romance clandestino com o herdeiro do trono, que termina com a sua trágica morte, a mando do rei D. Afonso IV (Nicolau Breyner). “São poucos os factos que se conhecem do drama”, sublinha Moita Flores à Correio TV. Ao estudar o tema, o autor do argumento notou que “Dona Constança, mulher do futuro rei, tinha poder para expulsar Inês e nunca o fez”. E nota que Constança (Leonor Seixas) “casou ela própria com o infante por força do contrato estabelecido pelos seus pais, quando ela tinha seis anos, e não por amor”, esclarece.
A paixão de Pedro e Inês é equacionada na série, que deverá estrear na RTP1 em Outubro, no âmbito dum trio amoroso que “apresenta a faceta interessantíssima de Dona Constança saber do romance e continuar muito amiga de Inês”, afirma o autor. Ciente do contexto histórico em que o caso se desenrola – D. Afonso IV manda matar Inês de Castro em 1355 para evitar o envolvimento de Portugal nas guerras intestinas de Castela – Moita Flores propõe-se, contudo, valorizar a história “pela perspectiva simbólica deste amor que nós encaramos como eterno.”
A produção da série assinala o 650.º aniversário da morte de Inês de Castro.
FIEL À ÉPOCA
Moita Flores caracteriza o guarda-roupa de ‘Inês’, concebido e fabricado com muito cuidado e requinte, como “monumental”. Segundo o argumentista da série e responsável da produtora Antinomia, “nunca em Portugal se fez algo tão grandioso e tão belo.”
Custo dos treze episódios da série ‘Inês’: 2 milhões de euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)