Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

Ippóliti é grande vencedor do World Press Cartoon 2010

O argentino Gabriel Ippóliti é o grande vencedor da sexta edição do World Press Cartoon, com a caricatura do primeiro-ministro Vladimir Putin sobre a notícia dos planos de relançamento militar da Rússia, publicada no diário ‘Âmbito Financiero’, de Buenos Aires.
16 de Abril de 2010 às 23:31
Cerimónia de entrega dos prémios realizou-se no Centro Olga Cadaval, em Sintra
Cerimónia de entrega dos prémios realizou-se no Centro Olga Cadaval, em Sintra FOTO: d.r.

A caricatura foi distinguida com o 1.º Prémio de Caricatura, numa das três categorias do salão de referência no Mundo do humor gráfico de imprensa.

Quanto ao segundo prémio da mesma categoria, foi entregue ao checo Vaclav Teichman, com ‘Steve Jobs’, um desenho humorístico do patrão Apple. A fechar o pódio ficou o australiano David Rowe, com uma ilustração intitulada ‘Karzai’, em alusão ao presidente do Afeganistão.

                                      

A cerimónia de entregue dos galardões ocorreu esta sexta-feira, no Centro Olga Cadaval, em Sintra, antecedendo a inauguração oficial da exposição no Sintra Museu de Arte Moderna.

Já na categoria de Cartoon Editorial, que premeia trabalhos que retratam a actualidade, esteve em destaque o mexicano Boligán, que arrebatou o primeiro lugar com ‘Yes We Can’, uma caricatura que “joga” com a imagem do Tio Sam (um dos símbolos norte-americanos bem conhecido por ter sido utilizado como apelo aos jovens para integrarem o exército durante a I Guerra Mundial), misturado com a frase de campanha do presidente do país, Barack Obama.

 

Nas segunda e terceira posições ficaram os brasileiros Jarbas e Cau Gomez, respectivamente com ‘Destruição de Florestas’ e ‘Google...’.

                         

‘Controvérsia’, da autoria do iraniano Hassan Karimzadeh, é o grande vencedor da categoria Desenho de Humor. Com o segundo prémio ficou o brasileiro Dalcio, com o seu trabalho 'Guerra'. Neste sector registou-se um acontecimento inédito, com a atribuição de um galardão a um artista africano pela primeira vez. A honra coube a Pov, oriundo do Madagáscar, com o seu desenho ‘Natal’, publicado num jornal das Ilhas Maurícias, que lhe valeu o terceiro galardão da categoria.

  

 

O evento, que visa distinguir os melhores trabalhos publicados em jornais ou revistas, nas áreas de cartoon editorial, caricatura e desenho de humor, durante o ano de 2009, teve o cartoonista António Antunes como presidente do júri, que analisou um total de 878 desenhos de 429 autores, de 77 nacionalidades, publicados em 401 jornais e revistas de 51 países.

Os restantes membros do júri foram Jean Plantureux, especialista em sátira política do jornal ‘Le Monde’; Michel Kichka, cartonista e ilustrador israelita de livros para crianças e publicidade; Elena Ospina, pintora, ilustradora e caricaturista colombiana e Terry Mosher, cartoonista canadiano do principal diário de Montreal.

“Este ano há temas que naturalmente se destacam, como o Prémio Nobel da Paz entregue a Barack Obama e a morte de Michael Jackson”, realçou António Antunes, acrescentando ainda que o concurso conta “cada vez com mais trabalhos, novos autores e novos países, o que permite criar uma mostra diversificada, e também comparar as diferenças entre países com total liberdade de expressão e outros com limitações”.

Para exposição, patente em Sintra até 4 de Julho, foram seleccionadas 400 obras, que foram ainda publicadas no catálogo que estará disponível a partir da próxima semana nas livrarias portuguesas. A entrada no museu é livre, podendo ser visitado de terça-feira a domingo entre as 10h00 e as 18h00.

Ver comentários