Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

Jardim defende fim da ERC

Depois do Regulador dos media ter criticado os apoios do executivo ao 'Jornal da Madeira, Alberto João Jardim defende "a extinção da ERC". Presidente do organismo não comenta.
2 de Julho de 2010 às 19:31
Jardim apontou o dedo à ERC
Jardim apontou o dedo à ERC FOTO: Lusa

O presidente do Governo Regional da Madeira considera que a ERC "não serve para nada". Em resposta, o presidente da Entidade Reguladora diz: "Num estilo habitual, o Dr. Alberto João Jardim proferiu declarações tão eloquentes quanto veementes. Fica registada a sua opinião, aliás já conhecida, pelo que não se justifica qualquer comentário adicional.”

Num projecto de deliberação divulgado quinta-feira e que o organismo vai á enviar à Autoridade da Concorrência, a ERC criticou as "possíveis consequências de tais intervenções sobre o pluralismo e a independência da imprensa diária publicada naquela Região Autónoma".

A ERC preconiza ainda "medidas de salvaguarda desses valores constitucionais".

Em reação ao projecto, Jardim considera "a ERC uma coisa perfeitamente dispensável". A composição da ERC, "tal como outras organizações em Portugal, resulta de escolhas políticas existentes e, eu, como cidadão e político, nesta fase em que é preciso reduzir despesas, defendo claramente que devia ser extinta, não serve para nada", afirmou.

Sobre a posição do regulador a este caso, Alberto João Jardim destacou tratar-se apenas de "recomendações, não são vinculadas" e sublinhou que "se for preciso,  vai para instâncias judiciais até isto estar tudo esclarecido".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)