Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media

“Jornalismo é vocação”

Empresário recebe distinção pelo contributo dado à política e democracia e à actividade exercida nos órgãos de informação.
30 de Abril de 2010 às 00:00
Francisco Pinto Balsemão
Francisco Pinto Balsemão FOTO: Pedro Catarino

O percurso da política correspondeu ao sentido do dever, de serviço cívico. O percurso do jornalismo, com as consequências empresariais, respondeu a uma vocação. Foi no jornalismo que comecei a minha vida profissional e sempre me senti realizado”, revelou Francisco Pinto Balsemão aos docentes, amigos e companheiros de partido presentes no auditório da Universidade Nova de Lisboa para assistir à entrega do grau de Doutor Honoris Causa.

A atribuição do título pela Universidade Nova de Lisboa foi uma prova do reconhecimento do mérito “indiscutível” de Pinto Balsemão, que foi deputado, ministro, primeiro-ministro de Portugal, co-fundador do PSD e criador do Grupo Impresa (que inclui ‘Expresso’, revistas ‘Exame’ e ‘Visão’, SIC e SIC Notícias). O empresário vê no presente um período de “oportunidades”, mas também de “ameaças sobre a estrutura dos media e a liberdade de expressão”.

A FAMÍLIA: PORTO DE ABRIGO

“Sou filho único e a família é, para mim, um porto de abrigo e promessa de futuro”, confessou Pinto Balsemão diante da mulher, Mercedes Balsemão, dos cinco filhos, dos netos “mais crescidos”, Tiago e Marta Penaguião, e da plateia no auditório da Universidade Nova.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)