Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Jornalismo está mais objectivo

“O reflexo do historiador frustrado que sou.” É desta forma que o jornalista e professor universitário João Figueira descreve o livro que apresentou na segunda-feira, resultado da sua tese de mestrado em Comunicação e Jornalismo na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.
23 de Maio de 2007 às 00:00
O autor, João Figueira
O autor, João Figueira FOTO: Deus Amaral
A obra, intitulada ‘Os Jornais como Actores Políticos – o Diário de Notícias, Expresso e Jornal Novo no Verão Quente de 1975’, mostra as diferenças entre o jornalismo praticado na época, “muito político, com escrita muito adjectivada e com a mistura da notícia com opinião”, e o actual, “mais isento e objectivo, fruto principalmente do aumento da possibilidade de comparação”.
A escolha dos jornais foi feita por representarem os três principais sectores políticos e ideológicos do País na época, em títulos generalistas, sem pôr em causa a análise da imprensa partidária.
Este livro é o último dos 11 que compõem a colecção Minerva Ciências da Comunicação, dirigida por Mário Mesquita, antigo director e professor do autor.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)