Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Jornalista sai em rutura com a direção da RTP

António Esteves Martins será assessor na União Europeia.
Duarte Faria 5 de Junho de 2016 às 11:58
António Esteves Martins, correspondente da TV pública em Bruxelas
António Esteves Martins, correspondente da TV pública em Bruxelas FOTO: D.R.
A decisão tomou de surpresa a administração da RTP. António Esteves Martins, correspondente da TV pública em Bruxelas, ligou na passada terça-feira a Gonçalo Reis, presidente da RTP, e apresentou a sua demissão. O pedido, aceite, foi confirmado por fonte oficial da RTP. Trabalhava há 33 anos no grupo público.

Na origem da decisão estão desentendimentos com a direção de informação, liderada por Paulo Dentinho. O jornalista, de 63 anos, diz que "há mais de um ano que se sentia ‘persona non grata’" na RTP. A gota de água aconteceu a 6 de abril quando, no programa ‘A Voz do Cidadão’, o provedor do telespectador Jaime Fernandes acusou a RTP de ter falhado na cobertura dos atentados de Bruxelas, de 22 de março, criticando António Esteves Martins por não estar na capital belga na ocasião. O repórter considera a acusação "inaceitável" e alega que "estava de férias em Londres" e que "tinha o espaço aéreo fechado". Diz ainda ter-se sentido "desprotegido" pela direção de informação e acusa Vítor Gonçalves, diretor-adjunto, de lhe ter imputado a culpa. Em abril, poucos dias depois da transmissão do programa do provedor, Esteves Martins já tinha dito que as declarações de Jaime Fernandes foram "uma canalhice" e em relação a Vítor Gonçalves afirmou que "a RTP é uma boa casa, mal frequentada".

O CM pediu uma reação da direção da RTP às acusações, mas esta manteve-se em silêncio. Paulo Dentinho declarou, no entanto, que vai abrir "um concurso tão célere quanto possível" para encontrar um novo correspondente em Bruxelas. Já Jaime Fernandes diz já ter esclarecido "o equivoco" no seu programa e acrescenta que os "problemas" que Esteves Martins tenha com a direção de informação lhe "passam ao lado".

António Esteves Martins vai agora ser o porta-voz na Representação Permanente de Portugal na União Europeia.