Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Licenças até 120 mil euros

Desde Outubro, a Visapress já vendeu cinco licenças a empresas de clipping (cópia e digitalização de artigos de jornais e revistas para venda aos clientes). Os preços a pagar oscilam entre os 3 mil e os 120 mil euros por ano.
7 de Janeiro de 2011 às 00:03
João Palmeiro, responsável pela criação da Visapress, espera obter receitas anuais de dois milhões de euros
João Palmeiro, responsável pela criação da Visapress, espera obter receitas anuais de dois milhões de euros FOTO: Vítor Mota

"Os valores variam consoante o âmbito de cobertura, ou seja, se são locais ou nacionais. Estamos a falar de 1,5% a 4,5% do valor da facturação do clipping", adianta ao CM João Palmeiro, presidente da Associação Portuguesa de Imprensa (API), uma das fundadoras da VisaPress.

A venda de licenças para a digitalização e reprodução de trabalhos jornalísticos poderá vir a render cerca de dois milhões de euros anuais, um montante que será distribuído entre os grupos de media cujos trabalhos são utilizados (Cofina, Controlinveste, Impala, Medipress, Motorpress, Lena Comunicação e Sojornal são os principais grupos editoriais representados pela Visapress), mas também em dois fundos, um cultural e outro de reserva.

Desde Agosto que a entidade reguladora recebe pedidos de esclarecimento e de concessão de licenças provenientes de grandes, pequenas e médias empresas, assim como de pessoas em nome individual oriundas de diversas áreas de actividade. A primeira empresa licenciada foi a Newsearch, especializada em gestão e análise de informação noticiosa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)