Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

Licenciatura sem valor

Marcelo Rebelo de Sousa não tem dúvidas: o escândalo que envolve a Universidade Independente, nas pessoas do seu reitor e vice-reitor, não só descredibiliza a licenciatura do primeiro-ministro, José Sócrates, como todas as licenciaturas dos milhares de estudantes que ali realizam os seus estudos superiores.
26 de Março de 2007 às 00:00
No programa da RTP 1 ‘As Escolhas de Marcelo Rebelo de Sousa’, o professor disse ainda que, em sua opinião, nenhum primeiro-ministro precisa de uma licenciatura para exercer o cargo. “Só num País de provincianos, como este, é que se julga que o canudo é preciso para tudo”, afirmou, lembrando os casos de John Major e Jacques Delors: nenhum deles era licenciado mas nem por isso deixaram de exercer convenientemente as suas funções.
Num programa onde deu notas muito baixas aos protagonistas do CDS-PP, Marcelo disse ainda que Maria José Nogueira Pinto “não esteve bem” e, se se confirmar que sai mesmo do partido, deve também sair da câmara, concluindo que o CDS sai muito prejudicado com este episódio. “É ouvir o povo na rua: não se pode falar pior do que aconteceu e o CDS vai levar dois anos a recuperar”, garante.
Sobre o regresso inesperado de Santana Lopes – inesperado até para o próprio líder do PSD – o professor diz que Marques Mendes ficará sempre a ganhar em comparação com o seu rival. No entanto, continua sem ganhar a José Sócrates, muito mais brilhante nos seus discursos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)