Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Maria Flor Pedroso ‘apertada’ logo no primeiro plenário na RTP

Diretora de Informação diz que a imagem da estação “é má” e que o seu projeto é “fazer bom jornalismo”.
Paulo Abreu 5 de Fevereiro de 2019 às 01:30
Maria Flor Pedroso
Maria Flor Pedroso
RTP
Maria Flor Pedroso
Maria Flor Pedroso
RTP
Maria Flor Pedroso
Maria Flor Pedroso
RTP
O primeiro plenário de Maria Flor Pedroso na RTP - quinta-feira, dia 31 de janeiro - foi bastante tenso, sabe o CM.

Perante uma vasta plateia, e rodeada da sua equipa, começou por dizer que não havia lugar a perguntas, pois era uma coisa rápida. Uma das jornalistas mais premiadas da estação, Margarida Metello, questionou-a: "Desculpa, mas estamos aqui para conhecer o teu projeto."

Após responder que o seu projeto era "fazer bom jornalismo", a diretora de Informação ouviu: "Mas isso é o que nós já fazemos."

Mais à frente, Maria Flor Pedroso disse que era importante melhorar a imagem da estação, que "lá fora é má". Vítor Gonçalves enfrentou-a e disse-lhe que era falso o que estava a referir. Que há estudos na administração que provam que "a marca RTP é credível".

A diretora de Informação pediu para não a interpretarem mal, dando o exemplo da história da reportagem apagada de António Costa, que saiu no CM a semana passada. "As notícias que saem nos jornais sobre nós são sempre negativas."

Ao CM, o rosto da ‘Grande Entrevista’ recusou-se a fazer comentários sobre a vida interna da estação: "É um princípio que tenho."

O balanço do primeiro plenário de Flor Pedroso na RTP, incontactável até esta segunda-feira à noite, foi considerado "uma desilusão geral".

"Não há projeto, não foi apresentada a equipa e continuamos sem saber a quem estão entregues os pelouros", lamenta fonte da redação ao CM.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)