Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

MIGUEL DAMIÃO: SER ACTOR É-ME INDISPENSÁVEL

Charmoso e com uma linda voz, Miguel Damião é “Ventoinha”, no “Olhar da Serpente”, a sua primeira telenovela e papel num elenco fixo. Natural de Lisboa e proveniente de uma família abastada, o actor viveu nos Açores até aos 21 anos, onde chegou a cantar em bares.
8 de Novembro de 2002 às 17:58
De regresso à terra natal, Miguel tirou um curso de jornalismo. Trabalhou um ano no “CM” como repórter fotográfico, assinando sempre “Miguel Melo”, até decidir mudar de vida e estudar representação. O apelido Damião adoptou-o do avô.

Entrevista a Miguel Damião

Quando era pequeno queria ser...

- Veterinário.

O que o faz rir?

- Os amigos.

O que o irrita?

- Hipocrisia.

Tem medo de...

- Não realizar os meus sonhos.

Como vamos de amores?

- Na expectativa.

Quando era criança...

- Tinha a fixação de imitar. Imitava desde vozes em desenhos animados a vozes conhecidas e a cães. Mais tarde, passei a imitar o Herman José, desde que ele fez “O Senhor Feliz e o Senhor Contente”.

Ídolo?

- Não tenho.

Qualidade?

- Sou comunicativo.

Defeito?

- Sou preguiçoso.

Ponto fraco?

- Às vezes, a falta de confiança em mim mesmo.

Indispensável?

- O trabalho de actor.

Dispensável?

- Injustiça.

Viagem de sonho?

- Um safari no Quénia.

Grande paixão?

- Cinema e, nesta fase, tudo o que se relacione com a profissão de actor.

Mulher ideal?

Que seja inteligente, sensível e tenha sentido de humor.

Uma mulher bonita?

- Michelle Pfeiffer.

O que mais o atrai no sexo oposto?

- Determinação e personalidade.

Passaria uma noite romântica com...

- Alguém que me desse e de quem recebesse muita atenção.

Segredo de beleza?

- Dormir o suficiente e, às vezes, mais do que o suficiente.

Ambição?

- Fazer cinema em Portugal.

Ódio de estimação?

- Não tenho ódios nem amores de estimação. Não sou rancoroso.

Primeiro emprego?

- Repórter fotográfico.

Filme?

- “Encontros Imediatos do 3o Grau”, de Steven Spielberg. Foi o primeiro filme que me marcou.

Música?

- Indiscutivelmente,“U2”.

Tempos livres?

- Cinema e teatro, jogar ténis. Também não dispenso as minhas férias nos Açores com um grupo de amigos.

Máxima de vida?

- “Só os caminhos mais difíceis levam ao topo da montanha”.

TV Mais:

- “Sete Palmos de Terra” e “Ally McBeal”.

TV Menos:

- O sensacionalismo desregrado que, às vezes, se verifica na informação.
Ver comentários