Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Milionário compra Mundial de Fórmula 1

Empresa do magnata John Malone pagará 7,1 mil milhões de euros pelos direitos.
Hugo Real 9 de Setembro de 2016 às 01:45
Fórmula 1
Fórmula 1 FOTO: Joe Castro/EPA
John Malone, o multimilionário norte-americano que detém o grupo Liberty, chegou a acordo com a CVC para comprar o Campeonato do Mundo de Fórmula 1 por oito mil milhões de dólares, ou seja, aproximadamente 7,1 mil milhões de euros.

A informação foi ontem confirmada em comunicado, no qual o grupo de media informou que Bernie Ecclestone se manterá como presidente executivo. Já Chase Carey será o chairman (presidente da administração) do Mundial.

Num negócio complexo, a Liberty começou por pagar mais de 663 milhões de euros por 18,7%. Depois irá adquirir as percentagens dos restantes acionistas, sendo que as equipas que competem na Fórmula 1 (atualmente 21) podem entrar no capital da nova empresa.

Atualmente, a Liberty tem diversos negócios na área dos media e entretenimento. É o caso do grupo SiriusXM e da promotora de concertos Live Nation. A empresa é ainda acionista de grupos como a Time Warner e a Viacom.

No desporto, é proprietária da equipa de basebol Atlanta Braves e do seu estádio. Para a Liberty, a compra da Fórmula 1 vem complementar o seu portfólio de negócios.

"Estamos muito animados por passar a fazer parte da Fórmula 1. A nossa experiência nos media e em outros desportos vai ajudar-nos a gerir da melhor maneira este campeonato", referiu, em comunicado, Greg Maffei, responsável pela Liberty Media.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)