Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Nádia Almada enfrenta grave depressão

A madeirense transexual Nádia Almada, que conquistou os britânicos na quinta edição do ‘Big Brother’, está a sofrer de uma grave depressão e tem sido acompanhada pelos médicos na Clínica Priory, onde deverá permanecer nas próximas semanas.
5 de Setembro de 2005 às 00:00
Segundo o jornal britânico ‘News of the World’, a transexual portuguesa, de 28 anos, deu entrada na clínica privada amparada por um amigo. O tablóide exibe fotografias de Nádia, com um aspecto debilitado e de cabelo loiro, à porta do centro médico que cobra quase 600 euros diários (cerca de 400 libras).
A vencedora do ‘Big Brother’ terá chegado a um estado limite depois de regressar da Austrália, onde participou co-mo convidada no ‘Big Brother’ daquele país. Desesperada, a madeirense terá implorado aos amigos por apoio. “Preciso de ajuda. Não aguento mais!”, desabafou. Os amigos, alertados, terão insistindo para que a transexual procurasse orientação médica. “Estávamos preocupados que ela fizesse alguma estupidez, como tomar uma ‘overdose’”, confessou um dos amigos ao tablóide britânico. Recorde-se que foi também ao ‘News of the World’ que Nádia Almada confessou publicamente, e pela primeira vez, que já tinha trabalhado como prostituta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)