Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Netflix cancela rodagem de série por discriminação sexual

Decisão acontece após autoridades turcas terem impedido autorização de rodagem devido à presença de um personagem gay.
Lusa 22 de Julho de 2020 às 14:14
Discriminação sexual
Discriminação sexual FOTO: Getty Images
A plataforma Netflix cancelou as filmagens de uma série na Turquia depois de as autoridades terem impedido a autorização de rodagem devido à presença de um personagem gay, denunciou hoje a principal guionista do projeto. 

"Por causa de um personagem gay não foi concedida a permissão de filmagem da série de televisão. Isto é muito aterrador para o futuro", disse a guionista Ece Yorenc ao portal sobre cinema turco Altyazi Fasikul.

O cancelamento ocorre numa altura em que se verifica uma crescente preocupação das organizações não-governamentais e ativistas pelo incremento da retórica contra a comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgénero) por parte das autoridades islamistas no poder na Turquia, e pelos líderes religiosos.

À medida que o número de subscritores da Netflix cresce na Turquia também a quantidade de programas de televisão produzidos no país para a plataforma de televisão.  

A série cancelada chama-se "In Only" e conta a história de uma mulher casada que viaja constantemente.

As filmagens deviam começar este mês mas a Netflix decidiu suspender as gravações na semana passada. 

O gigante da produção audiovisual decidiu cancelar a rodagem depois de reuniões com a autoridade audiovisual turca RTUK, não tendo aceitado as exigências do organismo.

A guionista explicou que não havia cenas de sexo ou contacto físico entre pessoas do mesmo sexo.

Mahir Unal, vice-presidente do Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), no poder, negou esta semana que a plataforma Netflix se vai retirar da Turquia e disse, através das redes sociais, que a empresa vai mostrar no futuro "uma maior sensibilidade pela cultura e pela arte turcas e com um espírito de cooperação".  

A Netflix também negou os rumores com a declaração: "Atualmente temos vários originais turcos em produção, e outros previstos, e esperamos compartir estas histórias com os subscritores em todo o mundo".

Apesar do cancelamento da produção, a guionista disse que a Netflix lhe pagou assim como vai pagar os vencimentos dos trabalhadores da série de oito episódios e que não foi filmada.

A homossexualidade não é crime na Turquia mas a posição oficial e social contra a comunidade LGBT tem vindo a aumentar.

A marcha do orgulho gay de Istambul tem sido proibida nos últimos cinco anos. 

 

 

 

 

Netflix Turquia LGBT questões sociais artes cultura e entretenimento política televisão cinema
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)