Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Nova administração deve mudar director

A Lusa deverá mudar de director na sequência da eleição, ontem, do novo Conselho de Administração, presidido pelo ex-administrador delegado, José Manuel Barroso. A tutela da Informação da agência de notícias, segundo o entendimento de várias fontes, passará por alguém de confiança do Governo.
1 de Abril de 2006 às 00:00
Depois da surpresa da escolha de Barroso para suceder a Almerindo Marques na presidência da empresa, a redacção fica, agora, na expectativa quanto à futura direcção, sendo certo que poucos acreditam na continuidade de, pelo menos, Deolinda Almeida. A jornalista, garantem-nos, nomeadamente na própria Lusa, ter vários anticorpos no Governo. A directora da agência, recorde-se, entrou para o cargo pela mão do antigo administrador delegado, Luís Delgado.
O futuro da tutela da Informação, dizem-nos, não passará por uma solução interna. O nome já estará escolhido e deverá ser anunciado na primeira reunião do Conselho de Administração, provavelmente a realizar na próxima semana. E, asseguram-nos, o eleito “será alguém de confiança do Governo”, mas que, inevitavelmente, deverá ter em atenção “os interesses dos accionistas privados”, ou seja, a Impresa, de Francisco Pinto Balsemão, e a Global Notícias, presidida por Joaquim Oliveira. Por outras palavras, a futura direcção, mesmo sabendo-se que “a agência precisa de levar uma grande volta”, terá a sua acção “condicionada”, admitem fontes próximas da própria administração da empresa.
BARROSO SURPREENDIDO
O presidente da Lusa, que confessou ao CM surpresa pela escolha, ontem ratificada na Assembleia Geral, promete a manutenção do estilo de gestão seguido pelo antecessor. No essencial, diz Barroso, “nada mudará”.
A administração aposta no mesmo rumo e objectivo delineados pela anterior equipa, da qual transitam, também, Paulo Saldanha (Impresa), Afonso Camões (Global Notícias) e Maria Margarida Salgado (Notícias de Portugal). Gustavo Cardoso, professor do ISCTE, será o vice-presidente, substituindo Ponce Leão (RTP), e o Estado indicou para vogais José Gomes e Maria de Lurdes Correia de Castro. Gonçalo Reis, administrador da TV pública, como o CM noticiara, também deixou a Lusa.
PRESIDENTE
José Manuel Barroso, novo presidente do Conselho de Administração da Lusa – sucede a Almerindo Marques, agora só à frente do Grupo RTP – era, até ontem, o administrador delegado da empresa, onde entrara depois de dirigir o ‘Diário de Notícias’. Jornalista desde 1967, Barroso foi director das agências de notícias ANOP, Notícias de Portugal e Lusa. Esteve, também, à frente do jornal ‘Primeiro de Janeiro’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)