Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

“O sistema de voto foi este ano mais justo”

"A votação foi óptima e estamos muito satisfeitos. Acabámos em 15º lugar e o grupo só está junto há oito meses. Conseguirmos esta pontuação em tão pouco tempo é maravilhoso", referiu Daniela Varela, a vocalista dos Flor-de-Lis, grupo que representou Portugal no 54º Festival da Eurovisão da Canção que decorreu sábado à noite na capital russa.
18 de Maio de 2009 às 00:30
O grupo Flor-de-Lis deu-se por satisfeito com os resultados obtidos
O grupo Flor-de-Lis deu-se por satisfeito com os resultados obtidos FOTO: Sergei Ilnitsky/Epa

No ano em que a Noruega registou uma vitória histórica, o sistema de votação sofreu uma alteração. Cada país nomeou cinco jurados ligados à música, cujos votos se juntaram aos da população. "A junção dos votos do júri e dos televotos, no sistema 50/50, é muito mais justo. Além disso, este ano os representantes dos países votaram menos nos seus vizinhos, mas ainda se sentiu um bocadinho essa tendência", concluiu José Poiares, delegado da RTP, que acompanhou os representantes portugueses a Moscovo.

Com o tema ‘Todas as Ruas do Amor’, os Flor-de-Lis conquistaram o 15º lugar entre os 25 países que chegaram à final, escolhidos entre 42 participantes no total. O programa ficou em segundo lugar na tabela de audiências de sábado, tendo sido seguido por 1 265 400 telespectadores e dando a liderança à RTP 1.

Daniela Varela frisou, ainda, que nunca se preocupou com o lugar em que poderia ficar. "Tinha medo de vir à Rússia e até mesmo de ir à televisão em Portugal. Mas estou muito satisfeita, sinto que superei o medo, que era um grande problema para mim", confessou. "Vamos sempre lembrar--nos deste festival como algo de muito intenso. Fez-me crescer imenso."

José Poiares diz que "os Flor-de--Lis ficaram satisfeitos, mas é claro que se anseia sempre mais. Passar à final era o nosso objectivo. Fomos além disso. Foi uma boa representação, diferente do que normalmente se faz para a Eurovisão. Fomos muito bem recebidos e o saldo é positivo."

MAIOR PONTUAÇÃO DE SEMPRE PARA CANTOR NORUEGUÊS

O cantor norueguês de origem bielorussa, Alexander Rybak, arrebatou 387 votos, a maior votação de sempre num Festival da Eurovisão da Canção. Quando soube da vitória, o cantor agradeceu em russo: "Muito obrigado, Rússia." Rybak, de 23 anos, interpretou o tema ‘Fairytale’ e, tal como o nome indica, viveu um verdadeiro conto-de--fadas: "Isto é simplesmente maravilhoso." Curiosamente, a vitória da Noruega aconteceu na véspera do dia mais patriótico do país: o Dia da Constituição. O primeiro-ministro Jens Stoltenberg salientou na televisão que "esta foi uma grande vitória para a Noruega. Foi fantástico o que ele fez", referindo-se ao cantor. Recorde-se que esta é a terceira vez que a Noruega vence o Festival da Eurovisão. A primeira foi em 1985 e a segunda, dez anos mais tarde, em 1995. O país será o anfitrião da 55ª edição do Festival da Eurovisão da Canção, em 2010.

SAIBA MAIS

NÓRDICOS E ESLAVOS

Na última década, os países nórdicos e eslavos dominaram as vitórias. O Festival da Eurovisão nasceu na Suíça, em 1956.

100

Milhões é o número estimado de telespectadores que viram o Festival em todo o Mundo.

32,5

Milhões de euros gastou a Rússia na edição deste ano, a mais cara de sempre.

CENSURA

A organização censurou os representantes da Alemanha, que pretendiam fazer um striptease.

SANÇÕES PARA A TVE

A União Europeia de Radiodifusão vai impor sanções à TVE por não ter exibido em directo a semifinal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)