Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

OLHAR DIRIGE COMPUTADOR

O ‘Iriscom’, é um sistema que estimula o movimento do ponteiro do rato através da íris, permitindo desse modo que pessoas com diversas incapacidades a nível motor usufruam das potencialidades de um computador. Este sistema vai estar disponível, muito em breve, em Inglaterra, já se encontrando à venda em Espanha.
2 de Dezembro de 2003 às 18:39
O ‘Iriscom’ permite que pessoas com certas incapacidades a nível motor tenham a possibilidade de mover o ponteiro do rato apenas com os olhos. Para aceder a algo, ou seja para dar um ‘clique’ no local pretendido, o utilizador terá apenas que piscar os olhos. Um teclado no ecrã permite ainda ao usuário a possibilidade de escrever texto.
O sistema consiste numa câmara colocada no computador de maneira a focar o olho do utilizador podendo ser utilizado por qualquer pessoa que tenha controlo sobre os seus olhos, incluindo aqueles que usam óculos ou lentes de contacto. Podem ainda usufruir deste sistema pessoas que não consigam piscar os olhos voluntariamente tendo a possibilidade de deixar o ponteiro do rato (com o olhar) num ícone específico para a função de ‘clique’. Caso este ícone seja pequeno, o ‘Iriscom’ aumenta-o para que a execução se torne numa operação mais simples.
Segundo Pedro Palomo, administrador-executivo da ‘Iriscom’, este sistema foi desenvolvido para responder às necessidades das pessoas com esclerose amiotrófica lateral. Esta condição degenerativa por vezes faz com que as pessoas somente consigam mover os olhos. De acordo com Palomo, o mercado não continha uma resposta para este tipo de pessoas e juntamente com alguns colegas desenvolveu o sistema durante um ano.
De acordo com alguns especialistas nesta área, o ‘Iriscom’ tem um potencial interesse na medida em que também pode ajudar pessoas com paralisia cerebral ou com pouco ou nenhum controlo motor. Permite ainda ajudar pessoas com dificuldades em manejar o teclado ou aquelas cuja fala não seja suficientemente perceptível para poder usufruir da tecnologia que reconhece este meio.
Este serviço oferece aos seus utilizadores a possibilidade de comunicar mediante a escrita, a participação em ‘chats’ e a utilização do correio electrónico. No que se refere a entretenimento podem jogar (sozinhos ou em rede), ver filmes, ler ou ouvir música no computador. Têm a possibilidade de poder tirar variados cursos através da internet ou até trabalhar em diversas actividades a partir de casa.
No entanto, para alguns, este sistema tem alguns inconvenientes nomeadamente o seu custo e a possibilidade de, no futuro, poder vir a afectar a retina devido ao ‘abusivo’ uso da íris. No que se refere ao preço, o ‘Iriscom’ é um dos sistemas mais baratos no que respeita á sua finalidade. Quanto ao uso da retina, Pedro Palomo afirma que no início as pessoas preocupam-se com o nível de concentração exigida pelo sistema mas garante que no final este permite um certo relaxamento ao utilizador. Para uma melhor utilização, Palomo informa que este sistema pode ser utilizado 5 a 6 horas por dia, desde que o usuário intervale, de vez em quando, por períodos de 20 minutos.
Apesar de ser um sistema que ainda é caro, os especialistas estão confiantes de que daqui a uns anos este já estará ao alcance de quase todos dando o exemplo da tecnologia que reconhece a voz que, há cinco ou seis anos atrás era muito cara mas agora já se encontra ao alcance de muitos. Espera-se que o ‘Iriscom’ siga o mesmo trajecto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)