Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

OS FACTOS E OS NÚMEROS

Factos: o Correio da Manhã tornou-se em 2003 o maior jornal português. Este ano, o ‘JN’, por força de uma campanha de ofertas de milhares de exemplares em Lisboa, pagos simbolicamente por uma empresa do Norte, logrou terminar na frente o primeiro trimestre de 2004.
30 de Setembro de 2004 às 00:45
Depois, voltando às regras normais de venda em banca, o CM recuperou a sua posição. Tornou-se no jornal mais vendido no segundo trimestre do ano e com margem suficiente para ficar à frente no acumulado semestral.
Anteontem, a Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragens (APCT) divulgou os números do primeiro trimestre e confirmou o que atrás fica dito. Horas depois, por razões desconhecidas, rectificou os números do ‘JN’, recontando os exemplares vendidos em Março (!), ou seja, de um mês do primeiro trimestre, há muito fechado e que nunca tinha sido alvo de qualquer reclamação do ‘JN’! Em poucos minutos, o ‘JN’ tinha vendido quase mais 300 mil (!) jornais naquele mês.
Foi tudo isto que levou o CM a pedir uma auditoria a todo este processo. Fizemo-lo de forma substantiva, em comunicado do Conselho de Administração, com a intenção de esclarecer uma situação no mínimo duvidosa.
Não pretendíamos acrescentar mais nada, mas face a uma nota deselegante do ‘JN’, não sabemos se assumida pela Direcção Editorial ou de Marketing, temos de chamar a atenção para algo que teríamos pretendido evitar. Só isto: no próprio relatório da PT Multimedia, divulgado em 7 de Setembro, os números atribuídos ao ‘JN’ para o primeiro semestre são 116,8 mil exemplares, ou seja, menos do que aqueles que agora, generosamente e a pedido, a APCT atribui ao ‘JN’. Como a PT Multimedia é uma empresa cotada em Bolsa, convinha que a própria APCT não viesse agora desmentir os dados fornecidos ao mercado…
Estes factos valem o que valem. Fomos nós que em devido tempo, até para nos afastarmos de posições provincianas sobre o tema, afirmámos que não entraríamos em campeonatos de jornais. Isto não quer dizer que não saibamos, e entendamos, a importância que estes dados têm para o mercado publicitário. Quanto ao resto, vale o que vale.
A Direcção
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)