Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

PJ invade a casa de Sofia e Presidente

As filmagens de ontem de ‘Corrupção’ contaram com duas cenas fundamentais para o filme inspirado no livro ‘Eu, Carolina’, de Carolina Salgado.
30 de Agosto de 2007 às 00:00
António Pedro Cerdeira interpretou uma cena de grande ritmo
António Pedro Cerdeira interpretou uma cena de grande ritmo FOTO: Natália Ferraz
As cenas de preparação da fuga do ‘Presidente’ (Nicolau Breyner) e a rusga da PJ foram rigorosamente preparadas por toda a equipa de produção.
Numa cena, o ‘advogado do Presidente’ (André Gomes) adverte-o para o perigo que está a correr, depois das últimas averiguações, dizendo-lhe que a PJ está a preparar uma busca.
RETOQUE DE MAQUILHAGEM
O ‘Inspector Luís’ (António Pedro Cerdeira) entra na casa da família acompanhado de um polícia. Espera-o uma cama desfeita e roupas de cores vibrantes espalhadas no quarto do casal, que denunciam uma saída apressada. O ‘Inspector’ abre a primeira gaveta da cómoda e, ao ver que está vazia, fica enfurecido. Percorre então as restantes divisões da casa como se tivesse perdido a batalha. No quarto das crianças salta à vista os brinquedos espalhados, enquanto no escritório o polícia procura algumas provas entre os vários papéis soltos.
E, para mostrar que nem tudo é fácil em ficção, a caracterizadora viu-se obrigada a retocar por diversas vezes a maquilhagem devido ao ritmo acelerado da cena.
FILMAR COM CRIANÇAS
Minutos depois, Beatriz e Rodrigo, de quatro e dois anos, respectivamente, chegam ao set. O ‘Presidente’ questiona ‘Sofia’ (Margarida Vila-Nova) depois de um telefonema recebido por esta. ‘Sofia’ mente-lhe, dizendo que se tratava de uma amiga: na realidade era o ‘Inspector’.
Nessa altura, os dois filhos de ‘Sofia’ deveriam estar a brincar junto do ‘Presidente’, mas a missão parece impossível para o irrequieto Rodrigo. Os recursos para filmar as cenas com os mais pequenos foram diversos: usaram chupas, rebuçados, até que o próprio realizador João Botelho brincou aos aviões. Após uma hora de tentativas, Rodrigo rendeu-se à brincadeira, mas sem câmaras à frente. A opção do cineasta foi, uma vez mais, incluir o cão ‘Jeff’ no retrato familiar.
O dia de ontem também foi marcado por um gesto especial. Por ocasião do aniversário do ‘Presidente’, ‘Sofia’ decide oferecer-lhe um papagaio, que se junta assim à imagem de família feliz.
O PAPAGAIO SOCIÁVEL
‘Carmona Rodrigues’ tem oito meses e esta é já a quinta vez que entra nas cenas de ‘Corrupção’. Colorido e brincalhão, o animal tem as características ideais para este género de trabalho.
“Em cinema tentamos usar pássaros jovens que não sofram de stress. Acima de tudo, têm de ser muito sociáveis a dar-nos garantias de que não vão bicar nenhum actor”, refere ao CM Fernando Silva, o treinador de ‘Carmona’ e ‘Jeff’, os dois animais usados na longa-metragem realizada por João Botelho.
Ver comentários