Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
7

Políticos foram os mais visados

Os políticos foram os alvos predilectos dos repórteres de ‘Caia Quem Caia’ (CQC), o programa de humor que estreou no sábado na TVI. Mas os ‘jornalistas’ foram agarrados e afastados violentamente pelos seguranças dos nossos ministros. E os guarda-costas de Manuel Pinho, responsável pelas pastas da Economia e Inovação, foram mesmo os ‘mais violentos’ a reagir quando o repórter perguntou se o ministro já tinha encontrado o Orçamento do Estado.

27 de Outubro de 2008 às 00:30
Políticos foram os mais visados
Políticos foram os mais visados FOTO: d.r.

A actualidade é o forte do programa que aproveita a agenda política e eventos desportivos e culturais para lançar perguntas incómodas. Os apresentadores, José Pedro Vasconcelos, Pedro Fernandes e Joana Cruz, e os repórteres de ‘CQC’ conseguiram falar com representantes da Oposição, mas os governantes ficaram mudos ou quase. O primeiro-ministro, José Sócrates, virou costas ao entrevistador e o Presidente da República, Cavaco Silva, mostrou-se indiferente.

Uma equipa do CQC acompanhou o Benfica até à Alemanha e ofereceu uma pata de coelho, para sorte, a Rui Costa. Os encarnados empataram, mas o ‘jornalista’ Miguel Rocha não perdeu a viagem. Pediu um autógrafo a Eusébio e cobrou, a um perplexo alemão, dez euros pela assinatura. Depois, no aeroporto, perguntou a Binya se tinha partido algumas pernas aos adversários.

‘Caia quem Caia’ baseia-se num formato original que estreou em 1996 na Argentina e que já foi exibido em Espanha, Itália, França, EUA, Israel, Chile e Brasil.

COMENTÁRIOS

"INFELIZMENTE NÃO VI PORQUE ESTAVA A GRAVAR" (Ricardo Araújo Pereira, Humorista)

"Infelizmente não vi porque estávamos em gravações para o programa [‘Zé Carlos’], mas tenho pena, até porque está lá a Joana Cruz, que conheço. Gostava mesmo de ter visto."

"PERCEBI LOGO QUE ESTAVA A SER APANHADO" (Carlos Mendes, Cantor)

"O fato preto e o exagero do jornalista denunciou-o. Percebi logo que estava a ser apanhado e entrei na brincadeira. Quando me perguntou pela carreira fui para a cozinha chorar a rir."

"O PROGRAMA TOCA A RAIA DO MAU GOSTO" (Fernando Sobral, Crítico de Televisão)

"O programa não é engraçado é engraçadinho e não se pode dizer que seja humorístico. Toca as raias do mau gosto quando acusa Binya de partir as pernas aos adversários."

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)