Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

PORTUGUESES PAGAM RTP

A taxa de televisão vai voltar a ser paga pelos portugueses. A actual contribuição de 1,39 euros, paga através da conta da electricidade e até agora canalizada para a rádio pública, vai aumentar para 1,60 e o valor será repartido entre a RDP e a RTP.
19 de Junho de 2003 às 00:00
Assim, os portugueses – para além de passarem a pagar a taxa que tinha sido retirada pelo governo de Cavaco Silva – vêem aumentada a sua factura da luz
Esta foi mais uma forma encontrada pelo Governo para fazer frente à elevada dívida da estação pública – cujo passivo, até Julho de 2002, era de aproximadamente 1300 milhões de euros, dos quais mais de 500 milhões “imediatamente exigíveis”. Curiosamente, depois de ter anunciado que as receitas da publicidade serão canalizadas, na totalidade, também para o pagamento da dívida.
Segundo os administradores da estação pública revelaram ontem, durante a apresentação de contas de 2002 da RTP e da RDP, serão necessários 16 anos para o pagamento das dívidas da estação pública.
Desde a tomada de posse da administração liderada por Almerindo Marques, em Julho de 2002, a televisão do Estado reduziu o seu prejuízo em 34 milhões de euros. O ano passado, o canal apresentou um resultado líquido negativo de 228,3 milhões de euros.
A reestruturação da RTP continua a passar pela redução de trabalhadores. Em 2001 a empresa tinha 2359 funcionários, número reduzido para 1822 até Maio último. E o objectivo da empresa é reduzir esse número para 1600 até ao final deste ano e 1450 até 2005.
“Não excluímos o despedimento colectivo”, referiu o administrador Jorge Ponce Leão, acrescentando que, numa segunda fase, “poderá haver licenciamento de pessoas que não estão em condições de prestar trabalho na RTP”.
RDP COM PREJUÍZO
Por seu lado, a RDP apresentou prejuízos de 14 milhões de euros em 2002, contra o lucro de 3,5 milhões de 2001. Segundo Ferro de Carvalho, administrador da empresa, este resultado está relacionado com os custos do processo de redução de pessoal realizado no âmbito da reestruturação da RDP, que se iniciou em Outubro passado com a entrada da nova administração.
OUTRA SOLUÇÃO
Arons de Carvalho | PS
“Na maior parte dos países europeus está em estudo a substituição da taxa por outra forma de angariar fundos para o serviço público. O Governo deve procurar outra solução, dando continuidade aos estudos feitos”.
QUALIDADE TEM PREÇO
Jorge Morgado - Deco
“Foi um erro acabar com a taxa. A medida pode ser pouco popular, mas os portugueses devem entender que é fundamental um serviço público, de qualidade, e isso tem um preço”.
SERVIÇO PÚBLICO
Luís Fazenda - Bloco de Esquerda
“Criticámos a abolição da taxa, mas não nos parece que esta seja a melhor forma de a reintroduzir.Os problemas são as orientações para uma verdadeira TV de serviço público”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)