Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Produtor acusado de roubar quatro milhões

Um produtor de Hollywood foi acusado por alegado roubo de cerca de quatro milhões de euros aos investidores de uma série dramática chamada ‘Departamento de Segurança Interna’, que, segundo o próprio, era apoiada pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.
26 de Setembro de 2005 às 00:00
George W. Bush não aprovou
George W. Bush não aprovou FOTO: William Philpott/Reuters
O Ministério Público (MP) norte-americano alega que Joseph Medawar, de 43 anos, angariou dinheiro junto de investidores durante dois anos, mas gastou grande parte do valor consigo próprio. Na acusação do MP consta também que Medawar se auto-intitulava como membro da Casa Branca quando propunha a série aos investidores.
Medawar, que produziu filmes de classe B durante os anos 80, foi também acusado de fraude postal, relativamente a documentos dados ao FBI, e de obstrução à justiça.
O procurador David Willingham afirmou que “o governo americano não apoia indivíduos que usam o nome do governo para cometer crimes e roubar dinheiro às suas vítimas”.
Mais de 70 instituições, incluindo igrejas, tinham investido dinheiro na série, baseadas na informação de que Bush a aprovara pessoalmente.
Ver comentários