Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

PROTEGER OS ANIMAIS

Miguel Moutinho, director executivo da Associação Animal, vai estar atento a tudo o que se vai passar na ‘Quinta das Celebridades’, sobretudo devido aos antecedentes deste ‘reality-show’ noutros países, nomeadamente em França, onde os famosos deixaram morrer vários animais.
30 de Setembro de 2004 às 00:00
“Tendo em conta que um grupo de 12 indivíduos não tem qualquer experiência ou contacto com animais, nomeadamente de espécies pecuárias – com características diferentes das dos cães e gatos –, podemos antever alguns problemas. Uma vez que os concorrentes não têm a mínima noção de como tratar de uma vaca, uma ovelha, uma galinha ou um porco”, refere.
Aquele responsável adianta ainda que “só o facto de usarem animais num programa de entretenimento já merece a nossa condenação”, no entanto, “se houver maus tratos ou negligência vamos, obviamente, actuar e naturalmente estaremos atentos a todas as emissões da ‘Quinta’ já a partir de domingo”.
Miguel Moutinho referiu ainda que existe uma lei que rege os direitos dos animais de forma a salvaguardar o seu bem-estar e que abrange a abeberação, alimentação, condições de higiene, camas ou os locais onde vão dormir, iluminação desses espaços... “É impensável manter animais sem lhes proporcionar a abeberação. Normalmente os animais têm que ter sempre água à sua disposição e, em relação à alimentação, cada espécie tem exigências diferentes de acordo com o seu porte, idade, etc. Seja como for, têm que ser alimentados convenientemente, em quantidade e qualidade. A legislação também estipula como é que os animais devem ser mantidos, se estão em reclusão ou não, e o espaço de que necessitam para se movimentarem”, acrescenta.
Segundo Miguel Moutinho, “o manuseamento dos animais e a deslocação de um local para outro também têm de obedecer a normas, não podem ser usados aguilhões, chicotes ou objectos contundentes que os magoem. Também, nunca se pode agir de forma violenta contra os animais”.
Miguel Moutinho adianta que a associação que representa está numa postura vigilante, até porque “a TVI tem, por norma, uma política hostil à protecção dos animais”. “Tem-no demonstrado em diversas ocasiões, a que não é alheio o facto de Miguel Paes do Amaral, presidente do grupo Media Capital, detentor do canal, ser ganadeiro e adorar touradas. A TVI, nos seus serviços noticiosos, promove toda a sorte de horrores que se possam cometer contra animais como actos tradicionais”, refere.
Aquele responsável recorda ainda que “numa das emissões do concurso ‘Fear Factor’ foram 30 ratos, uns já estavam mortos, outros moribundos por terem sido esmagados, e outros ainda num ‘stress’ absoluto... Ponderámos uma acção, mas as gravações realizaram-se na Argentina, fora da jurisdição portuguesa e europeia, por isso não pudemos fazer nada”, adianta.
Miguel Moutinho conclui: “Queremos acreditar que tudo correrá bem e que o bem-estar dos animais será salvaguardado.”
"NÃO PREVEJO PROBLEMAS"
A Endemol, produtora da ‘Quinta das Celebridades’, pensou em qualquer situação de perigo e contratou um veterinário para evitar que acidentes como aconteceram no concurso em França não se repitam.
“Temos um veterinário que saberá como reagir caso aconteça alguma coisa. Mas não prevejo problemas desse género. Além disso, não creio que os concorrentes se esqueçam das tarefas diárias”, disse Pedro Curto, da Endemol.
Habituados a outros luxos, alguns dos concorrentes nunca trataram de ovelhas ou galinhas, por isso a produção do ‘reality- -show’ terá cuidados redobrados, tanto com os animais como com os concorrentes.
“Pode sempre acontecer qualquer acidente inesperado, como em qualquer outra herdade, mas o veterinário irá visitar a quinta regularmente para examinar os animais e garantir que nada de grave sucede”, explicou António Monteiro Coelho (na foto), relações públicas da TVI.
O CM apurou que, em condições normais, estarão salvaguardados os animais e os doze fazendeiros, uma vez que as tarefas diárias, como ordenhar uma vaca ou alimentar as galinhas, “são tarefas simples e, em princípio, não põem em perigo a saúde dos animais”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)