Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

PSD sem nome para ERC

O PSD já informou a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) de que o vogal Luís Gonçalves da Silva não será substituído, e considera "prematuro avançar com nomes para o novo Conselho", que deverá entrar em funções em Fevereiro.

14 de Outubro de 2010 às 00:30
Miguel Relvas, secretário-geral do PSD, e Azeredo Lopes, presidente da ERC
Miguel Relvas, secretário-geral do PSD, e Azeredo Lopes, presidente da ERC

A informação foi avançada ao CM por Miguel Relvas, secretário-geral do PSD, que adianta ainda que o partido está a reflectir sobre "o papel da ERC".

Sem querer revelar mais sobre a matéria, Miguel Relvas admite contudo que na base desta reflexão estão também questões de critérios sobre a eleição dos membros. Uma situação que terá sido desencadeada pela recente demissão do conselheiro Luís Gonçalves da Silva, que questionou a independência do regulador face ao poder político. "É essa avaliação que estamos a fazer", remata o social-democrata.

Refira-se, a propósito, que a carta de demissão do conselheiro Gonçalves da Silva já chegou à Comissão de Ética Parlamentar, confirmou ontem o seu presidente, Luís Marques Guedes. "Os deputados desta comissão já têm a carta do vogal, bem como uma outra enviada pelo presidente da ERC. No entanto, não há indicação, para já, para se avançar com qualquer procedimento", esclareceu Marques Guedes.

A não substituição de Luís Gonçalves da Silva, a quatro meses do fim do mandato, era já uma ideia unânime entre PSD e PS. "Não faz sentido, sendo que o Regulador tem quórum", disse ao CM o deputado socialista João Serrano.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)