Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Rangel fora do 5.º canal

Os custos com pessoal e grelha de programação levaram a administração da Zon Multimédia, presidida por Rodrigo Costa, a chumbar a proposta apresentada por Emídio Rangel para o quinto canal. Uma equipa, composta por oito pessoas, entre quadros da casa e consultores externos, está agora a concluir um projecto, mas a empresa ainda não decidiu se avança com a candidatura.
21 de Janeiro de 2009 às 00:30
Emídio Rangel terminava amanhã contrato com Zon
Emídio Rangel terminava amanhã contrato com Zon FOTO: Pedro Catarino

Paulo Camacho, porta-voz da Zon, explica ao CM que 'quando o grupo de trabalho percebeu a evolução da conjuntura económica decidiu apresentar alternativas. A administração ouviu-as e pediu para aprofundar uma'. Segundo este responsável, a equipa que está a ultimar esta nova proposta é a mesma que trabalhou com o antigo director da SIC e da RTP 1.

Mas Emídio Rangel demarca-se deste novo projecto. Contactado pelo CM, disse apenas: 'Não tenho nada a ver com essa nova proposta.'

O projecto liderado por Rangel implicava a contratação de pelo menos 400 pessoas e uma grelha de programas com custos que rondariam os 70 milhões de euros, apurou o CM. A grelha de canais como a SIC e TVI, por exemplo, ronda os 70 a 90  milhões de euros.

Emídio Rangel termina o contrato de consultor externo amanhã, data em que acaba o prazo das candidaturas, mas a Zon frisa que quer manter a colaboração. 'É nossa intensão que Emídio Rangel continue a trabalhar como consultor externo na área dos conteúdos', refere Paulo Camacho.

CONTEÚDOS AINDA EM ANÁLISE

A equipa de consultores externos e quadros da Zon, com quem Emídio Rangel tem estado a trabalhar, num total de oito pessoas, está a ultimar uma alternativa ao projecto inicial, que terá custos muito inferiores aos inicialmente apresentados. Os gastos com a programação são uma das preocupações que o grupo partilha com a administração da Zon, depois da empresa ter chumbado o projecto ambicioso de Emídio Rangel. Neste novo modelo os custos têm de ser reduzidos, o que levará a empresa a recorrer à contratação de conteúdos e serviços externos. Paulo Camacho, da Zon, lembra ao CM que 'isso é o que fazem vários canais em Inglaterra, por exemplo'.

SAIBA MAIS

TDT

O quinto canal será distribuído através da Televisão Digital Terrestre, cuja primeira experiência terá lugar a 29 de Abril deste ano.

2009

é a data avançada pela operadora Portugal Telecom para cobrir 80% do território nacional com a TDT.

2012

é a data oficial, avançada pela União Europeia, para o apagão, que substituirá o actual sinal analógico pelo digital.

CANDIDATURAS

Termina amanhã o prazo para entrega de candidaturas ao  5.º canal. No dia seguinte são abertas as propostas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)