Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

Receitas dos media caíram mais de 60%

ERC está preocupada com independência e sustentabilidade dos meios de comunicação social.
Duarte Faria 26 de Junho de 2020 às 08:55
Na imprensa, venda de exemplares recuou até 20%. Cerca de 29% dos editores regionais e locais suspenderam edição
Na imprensa, venda de exemplares recuou até 20%. Cerca de 29% dos editores regionais e locais suspenderam edição FOTO: Pedro Catarino
As receitas de um terço dos grupos de media portugueses afundaram a partir do mês de março (que ficou marcado pelo início da crise pandémica e económica), com quebras na ordem dos 61 a 80%. A conclusão é da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), que realizou um estudo junto de entidades representativas do setor registadas na Plataforma Digital da Transparência e de operadoras de televisão por subscrição.

A publicidade foi o tipo de receita mais afetado neste período. Diz o regulador que “as assinaturas e a organização ou promoção de eventos constituem outras das fontes de receitas relevantes dos media com decréscimo mais acentuado”.

Uma análise por segmentos revela que 60% dos operadores de TV comercial registaram decréscimos nas receitas globais entre 41 e 60%. No que se refere à imprensa, tanto nacional como local e regional, um quarto dos inquiridos indicou quebras na venda de exemplares entre 1 e 20%. Porém, algumas empresas tiveram fontes de receitas preocupantemente afetadas com quebras homólogas na ordem dos 100%, incluindo a venda de exemplares. Um conjunto de 29% de editores de imprensa regional e local referiu ter suspendido a edição impressa, 6% dos quais sem alternativa online. Um estudo refere ainda que 21,3% dos inquiridos aderiram ao layoff simplificado.

A ERC conclui que este quadro “gera preocupações quanto à independência dos meios de comunicação social e à garantia do pluralismo e diversidade”, até porque as consequências desta crise “perdurarão por muito tempo, forçando decisões estratégicas e reorganizações”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)