Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Regresso à TV

Num claro boicote à greve dos argumentistas norte-americanos, que se mantém desde dia 5 de Novembro, David Letterman e Jay Leno voltaram a apresentar os seus programas do horário nocturno.
4 de Janeiro de 2008 às 00:00
Com o humor que lhe é característico, o anfitrião da CBS, David Letterman, entrou em cena acompanhado de um grupo de dançarinas que empunhavam cartazes onde se liam as siglas dos piquetes de grevistas e frisou para a plateia: “Sei o que estão a pensar. Senhores e senhoras, foram dois longos meses mas, graças a Deus, estou finalmente de volta.”
Numa alusão ao acordo independente que a sua produtora Worlwide Pants fez com os argumentistas, em que acedeu a pagar os direitos da distribuição na internet, Letterman acrescentou: “Estão a ver o único programa no ar cujas piadas foram escritas pelo sindicato de argumentistas.”
CUSTOS DA GREVE
Na estação concorrente, a NBC, Jay Leno não se pode dar ao luxo de contar com uma equipa de argumentistas, mas, ainda assim, também parodiou a situação. “Vamos a isto: Um judeu, um católico e um árabe entram num bar. O judeu diz ao árabe... bom, não sei o que dizem porque há uma greve de argumentistas”, brincou em directo.
Leno aproveitou o directo de dia 2 para lançar uma farpa à rival CBS, referindo que Letterman tem possibilidades de pagar directamente aos argumentistas, pois tem a sua própria produtora.
Pela sua parte, e apesar de apoiar as pretensões dos argumentistas – que reclamam direito a um pagamento pela exibição na internet e lançamentos em DVD – , Jay Leno frisou que a greve já custou, à indústria de Hollywood, meio bilião de dólares (cerca de 680 milhões de euros). O comediante decidiu voltar ao trabalho por entender não ser justo que 16 pessoas (o grupo de argumentistas do programa) deixassem sem trabalho outras 160.
Durante o programa, Leno explicou ainda como trabalhar sem argumentistas: “Estou a fazer o mesmo que fiz no dia em que comecei. Escrevo piadas, acordo a minha mulher e pergunto-lhe se tem piada.”
Ver comentários