Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Relvas corta dividendos na Lusa

O Governo, accionista maioritário da agência Lusa, decidiu que a agência não vai distribuir dividendos face aos resultados de 2011, onde obteve um lucro, até Outubro, de 1,9 milhões de euros.
11 de Janeiro de 2012 às 17:10
“Não faria sentido efectuar essa distribuição depois de ter sido pedido um sacrifício extraordinário relativamente aos salários dos seus trabalhadores em decorrência da situação que atravessamos e que é de todos conhecida”, disse Miguel Relvas
“Não faria sentido efectuar essa distribuição depois de ter sido pedido um sacrifício extraordinário relativamente aos salários dos seus trabalhadores em decorrência da situação que atravessamos e que é de todos conhecida”, disse Miguel Relvas FOTO: Helena Poncini/Lusa

“Não faria sentido efectuar essa distribuição depois de ter sido pedido um sacrifício extraordinário relativamente aos salários dos seus trabalhadores em decorrência da situação que atravessamos e que é de todos conhecida”, disse Miguel Relvas, ministro dos Assuntos Parlamentares, no Parlamento.

O Estado detém 50,14% do capital da Lusa enquanto que Joaquim Oliveira e Francisco Pinto Balsemão, donos da Controlinveste e da Impresa, respectivamente, são os maiores accionistas privados da agência. O primeiro conta com 23,36% do capital e o segundo com 22,35%.

Em 2011, a Controlinveste recebeu um dividendo superior a 76 mil euros, enquanto a Impresa teve direito a mais de 73 mil. Contas feitas aos três últimos anos, o grupo de Joaquim Oliveira ganhou mais de 170 mil euros, enquanto o de Pinto Balsemão atingiu os 163 mil. Outros grupos de media, embora com participações bem mais reduzidas, também têm direito ao dividendo. É o caso do ‘Notícias de Portugal’, do ‘Público’, da RTP, ‘O Primeiro de Janeiro’ e ainda da Empresa do 'Diário do Minho'.

miguel relvas lusa dividendos media controlinveste
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)