Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Reunião secreta para decidir TVI

A 26 de Maio de 2009, Bava e Rui Pedro Soares reuniram-se com Polanco.
28 de Abril de 2010 às 00:30
O líder da comissão executiva da PT disse no Parlamento que houve inúmeras conversas com TVI
O líder da comissão executiva da PT disse no Parlamento que houve inúmeras conversas com TVI

O negócio da Portugal Telecom (PT) com a TVI, através da compra de uma participação na Media Capital, terá sido decidido numa reunião secreta no dia 26 de Maio de 2009. O encontro, realizado nas instalações da TMN em Lisboa, contou com a presença de Zeinal Bava, líder da comissão executiva da PT, Rui Pedro Soares, administrador executivo da PT, Manuel Polanco, administrador da Prisa, e um outro administrador financeiro da Media Capital. E foi daí que saíram as orientações para Rui Pedro Soares se deslocar a Madrid, no mês seguinte, a fim de negociar a operação com Polanco.

Os dados essenciais desta operação constam de escutas a Paulo Penedos e Rui Pedro Soares no âmbito do caso ‘Face Oculta’. À luz dessas escutas, gravadas entre 26 de Maio e 2 de Junho, percebe-se melhor o negócio: desde logo, é o próprio Rui Pedro que, em 26 de Maio, pede a Penedos para contactar a secretária de Polanco e 'marcar a reunião para a semana' com o administrador da Prisa, em Madrid. E, nos dias seguintes, fica claro que a PT prepara-se para ultimar a operação, com a transferência de fundos para Londres e em parceria com outros investidores.

A PT admite que 'as negociações e conversas com a TVI foram inúmeras ao longo do ano, tendo uma delas ocorrido no dia 26 de Maio'. E garante que foi 'na reunião de 19 de Junho' que foi negociado um acordo para a potencial compra da Media Capital. A PT confirma também a viagem de Rui Pedro a Madrid, mas desconhece se ele se encontrou com Polanco. E diz ainda que nunca soube do projecto de compra da Media Capital através do Taguspark e que não tencionou comprar a Media Capital através dos seus fundos. O CM não conseguiu contactar Rui Pedro Soares nem Miguel Gil, adjunto de Manuel Polanco e gestor da Media Capital. 

ESCUTAS PODEM ELUCIDAR DEPUTADOS SOBRE NEGÓCIO

As escutas podem ser decisivas para os deputados da comissão de inquérito parlamentar avaliarem com precisão o negócio PT-TVI. Ao juiz do processo ‘Taguspark’ cabe a última decisão sobre o envio desses documentos ao Parlamento, mas o procurador-geral da República, Pinto Monteiro, terá também de emitir uma decisão.

Para já, algumas escutas indiciam que o primeiro-ministro tinha conhecimento do negócio, o que José Sócrates negou sempre. Uma dessas transcrições telefónicas diz respeito a uma conversa de Paulo Penedos com Américo Thomati, líder da comissão executiva do Taguspark, em 27 de Maio de 2009: 'O Zeinal já arranjou maneira de, não dizendo que não ao Sócrates, fazer a operação de forma que ele nunca aparece'. Penedos precisa que a PT vá 'passar uns fundos para Londres' e Thomati conclui que, 'então são os fundos que aparecem a comprar'.

PORMENORES

AMIZADE COM LINO

Carlos Barbosa, ex-gestor da PT Meios, disse que Rui Pedro Soares '‘nunca escondeu a amizade com Sócrates nem a amizade, talvez até mais forte, com Mário Lino', e disse que Soares 'não tinha poder para montar um negócio daqueles'.

PADRINHOS

Segundo Barbosa, Henrique Granadeiro, da PT, deu ordens para cortar publicidade no ‘Sol’ e ‘Expresso’. E disse que Rui Pedro foi apadrinhado pelos accionistas Estado e BES, admitindo que ele próprio foi apadrinhado por Horta e Costa.

PSD CHAMA RUI PEDRO

O PSD admite voltar a chamar Rui Pedro Soares à Comissão de Inquérito. O deputado Pedro Duarte quer dar 'uma segunda oportunidade' ao ex-administrador da PT.

THOMATI RECUSA DEMITIR-SE

Rui Pedro Soares foi quem convidou Thomati para presidir ao Taguspark e, mais tarde, o pôs a reunir com investidores interessados na compra da dona da TVI. Na audição de ontem, Thomati disse ainda que não tenciona demitir-se.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)