Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
7

RTP mantém-se sem correspondente

Oito meses depois de realizar um concurso interno, a RTP continua sem correspondente no Brasil. António Mateus, o jornalista vencedor, já esteve do outro lado do Atlântico, mas apenas como enviado especial a acompanhar as eleições brasileiras e a visita de José Sócrates.
20 de Novembro de 2006 às 00:00
António Mateus referiu ao CM estar a aguardar resposta a questões colocadas à TV pública. O jornalista não adianta o seu teor, mas diz que não se relacionam com o contrato base: “Aceitei todas as condições afectas ao contrato proposto.”
O problema da dupla tributação e as condições médicas são, ao que o nosso jornal apurou, alguns dos temas que estarão em discussão. Por um lado, estão em causa transferências internas, que podem ser vistas pelo fisco brasileiro como rendimento directo. Por outro, a ligação contratual dos colaboradores locais também pode ser afectada por exercerem a profissão no Brasil, enquanto a casa-mãe, a RTP, se encontra registada em Portugal.
Uma das causas para, volvidos oito meses sobre o concurso, a RTP não ter correspondente no Brasil, dizem as nossas fontes, prender-se-á com uma política de restrição orçamental. Em última análise, a TV pública poderá ter de realizar um novo concurso.
A questão financeira preocupa os correspondentes destacados, embora seja considerado o argumento mais fraco no apelo da função. A autonomia de trabalho, dizem, compensa algumas perdas. Mas segundo várias fontes, os jornalistas acabam por perder dinheiro na ‘mudança’, pois as despesas com viatura, alojamento e afins saem inteiramente do seu bolso.
MARCELO CRITICA CENÁRIO
Marcelo Rebelo de Sousa criticou, anteontem, na sua página de opinião no ‘Sol’, o cenário do programa que faz para a RTP 1, ‘As Escolhas de Marcelo’. Na última edição do formato, a intervenção do professor foi feita a partir de Luanda, mais exactamente dos estúdios da TV pública angolana, a TPA, e a esse propósito escreveu no semanário: “A realização boa e o cenário, feito com base no de Lisboa, a cores, são muito melhores do que o seu inspirador.” O CM tentou falar com António Polainas, responsável pelos cenários da RTP, mas garantiram-nos, ontem, que não estava na empresa.
FC PORTO PROÍBE
O FC Porto proibiu a RTP de voar com a sua equipa principal de futebol, que ontem rumou a Moscovo, onde defronta, amanhã, às 17h30 portuguesas, o CSKA para a Liga dos Campeões.
A decisão dos ‘dragões’ surge como retaliação, segundo várias fontes da RTP, ao programa, de há 15 dias, dos Gato Fedorento, que, então, fizeram um ‘sketch’ subordinado ao tema ‘História nunca contada... na história nunca contada de Pinto da Costa’. Recorde-se que a TV pública fora impedida, dia 8, de recolher imagens no centro de estágio dos portistas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)