Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

RTP não fará dinheiro a vender terrenos

A RTP não vai realizar dinheiro com a venda de terrenos, garantiu, ontem, em Gaia, o ministro dos Assuntos Parlamentares. Augusto Santos Silva referia-se ao Media Parque do Monte da Virgem, onde a empresa pública está instalada.
21 de Outubro de 2007 às 00:00
Santos Silva com os responsáveis da RTP e Valentim Loureiro
Santos Silva com os responsáveis da RTP e Valentim Loureiro FOTO: José Freitas
Santos Silva, que inaugurou as instalações da RDP no Monte da Virgem, fez notar que o Governo considerou o Media Parque um Projecto de Interesse Nacional (PIN) e aprovou a suspensão do Plano Director Municipal (PDM) de Gaia para aquele espaço. O ministro com a tutela da Comunicação Social lembrou, porém, que tal suspensão é “parcial, temporária e sujeita a medidas preventivas de salvaguarda”.
Respondendo às preocupações que têm vindo a ser manifestadas por vários políticos, empresários e intelectuais nortenhos, o governante sublinhou: “Não se trata, aqui, de a RTP pôr à venda uns terrenos e querer fazer dinheiro com isso. Não há, aqui, um projecto imobiliário.”
O vice-presidente da Câmara de Gaia, Marco António Costa, presente na cerimónia, criticou a transferência para Lisboa de debates que habitualmente decorriam na RTP-Porto. O autarca pediu que “não se concentre toda a opinião na capital”.
Santos Silva voltou a falar do novo contrato de concessão da RTP, o qual, refere, “clarifica” a RTP-N como canal especializado em “temas com interesse para regiões e comunidades específicas”. O novo contrato, que vai entrar em discussão pública amanhã, define que o canal de notícias deverá transmitir produção “preferencialmente com origem nas delegações”.
O edifício inaugurado ontem, que integra seis modernos estúdios de rádio, custou cerca de quatro milhões de euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)