Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

SAÍDA AMARGA DE RICARDO M.

Ricardo Martins foi o quarto residente a sair da casa. Cá fora esperava-o um grande drama familiar, despoletado por comentários menos próprios dirigidos à sua mãe
27 de Setembro de 2003 às 00:00
SAÍDA AMARGA DE RICARDO M.
SAÍDA AMARGA DE RICARDO M. FOTO: Natália Ferraz
Foi com espírito desportivo que Ricardo M. recebeu a sua expulsão. “Perder não é mal nenhum”, disse o jovem de Aveiro a Teresa Guilherme, momentos após abandonar a casa da Venda do Pinheiro. Por seu lado, a apresentadora não perdeu tempo em começar a preparar o rapaz para os conflitos vividos no seio da sua família.
Sem entrar em pormenores, Teresa Guilherme alertou o hoquista para acusações feitas à sua mãe, referindo-se claramente a afirmações proferidas pela mulher do irmão da madrasta de Ricardo, a quem chama tia, a qual terá dito que a progenitora do jovem “é como se fosse uma prostituta”.
O jovem, ainda com os nervos à flor da pele, não deu qualquer importância ao caso, referindo apenas: “Ela é minha mãe, eu gosto muito dela e sempre gostarei.”
No estúdio, a mãe de Ricardo disse que o filho “não merecia sair” e mostrou-se preocupada com a reacção do jovem às notícias publicadas sobre a família.
Ricardo Martins foi sempre um dos nomeados. Agora, na terceira vez em que se submeteu à votação dos portugueses, não teve hipóteses perante os restantes dois nomeados, Zé e Raquel.
A expulsão de Ricardo M. não foi uma grande surpresa, tendo em conta que o hoquista ocupava o último lugar na tabela de popularidade. Na decisão dos portugueses terá pesado a postura do jovem perante a sua relação, não assumida, com a Carla. Por outro lado, os telespectadores estão, com certeza, a gostar de acompanhar o romance de Zé ‘Micha’ e Diana, e querem saber se Joel vai ceder aos avanços de Raquel.
Teresa Guilherme tem uma teoria diferente, acusando Ricardo de não tratar correctamente os restantes concorrentes. “Se ficar na casa trate os seus companheiros como a Carla o trata a si”, disse a apresentadora antes de serem conhecidos os resultados das votações. Ele, no entanto, não teve tempo para mudar a sua conduta. L
DESPEDIDA FRIA
Em noite de expulsão, o jovem José Monteiro, o Zé ‘Micha’, foi o primeiro a saber que continuava na casa da Venda do Pinheiro, para grande alívio de Diana, que abraçou, contente, o seu querido.
Raquel estava convencida de que seria ela a abandonar a casa e até disse no confessionário a Teresa Guilherme: “Daqui a um bocadinho estou aí.” No entanto, os portugueses não partilharam da sua opinião.
Quando soube que tinha sido o eleito para abandonar o concurso, Ricardo M. levantou-se num repente e despediu-se rapidamente dos seus companheiros, sem dar atenção especial a Carla. A ‘coelhinha’ ainda tentou manter-se serena, mas os sentimentos falaram mais alto e a jovem da Póvoa do Varzim desfez-se em lágrimas.
Mais tarde, durante a habitual festa das terças-feiras, Carla desenhou um grande ‘R’ com flores, para homenagear o seu companheiro de cama, apesar da forma fria como ele se despediu. A sua rival, Tatiana, apoiou-a e as duas raparigas parecem começar a quebrar o ‘gelo’ que tem havido entre elas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)