Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Sarkozy controla os media

O ministro do Interior de França, Nicolas Sarkozy, tem uma relação íntima com os órgãos de Comunicação Social franceses. Segundo revela o jornal ‘Libération’, o político é responsável pela queda e ascensão de jornalistas, pela publicação ou não de notícias e de pressões junto das administrações dos media. E nada nem ninguém o consegue parar...
28 de Junho de 2006 às 00:00
Uma das histórias mais faladas aconteceu com a ‘Paris Match’. A revista publicou, na primeira página, uma fotografia da mulher de Sarkozy ao lado do publicitário com quem o traiu (agora estão de novo juntos após meses de separação). Resultado? ‘Caiu a cabeça’ do patrão da publicação, Alain Genestar.
Mas a influência de Nicolas Sarkozy parece não ficar apenas pela ‘Paris Match’. O ministro francês, alegadamente, mantém ‘relações românticas’ com os media, que o ‘Libération’ descreve mesmo como “incestuosas”.
O jornal refere ainda que já não se contam as intervenções discretas ou até mesmo directas de Nicolas Sarkozy nas redacções de publicações e televisões. “Ele chega mesmo a gabar-se disso”, escreve o ‘Libé’.
O político – que tem muitas alcunhas, nomeadamente ‘Sarko’, ‘Homem de ferro’ e ‘Zidane do governo’ – mantém com a televisão um verdadeiro ‘affaire’, dando conselhos e fazendo vários tipos de pressões. Mas as próprias estações, à cautela, fazem autocensura de forma a não criar um inimigo.
CASOS CONCRETOS
O ‘Libération’ dá mesmo exemplos de casos concretos da intervenção de Nicolas junto das TV. Em 2005, durante a crise de violência com os jovens dos bairros franceses, a televisão revelou uma enorme cautela em abordar o tema. As notícias desfavoráveis a ‘Sarko’ começaram, então, a desaparecer. A France 3 deixou de dar o número de carros queimados, a France 2 não mostrou imagens de veículos a arder e a TF1 fez abordagens positivas, com reportagens de iniciativas de intervenções do governo nos bairros.
A 6 de Novembro de 2005, a TF1 captou com uma câmara oculta polícias a provocarem um grupo de jovens. Curiosamente – ou talvez não, segundo o ‘Libération’ – essas imagens nunca passaram no pequeno ecrã.
PERFIL
Nicolas Sarkozy nasceu a 28 de Janeiro de 55, em Paris. Filho de pai húngaro e mãe de ascendência grega e judaica, estudou Direito e é casado em segundas núpcias. Tem três filhos. A carreira política arrancou aos 28 anos, como presidente da Câmara de Neuilly-Sur-Seine.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)