Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Sedes do DN e JN vendidas

Após a compra, a empresa tem um ano para mudar as redações.
Hugo Real 23 de Novembro de 2015 às 08:51
Sede do DN na avenida da Liberdade, em Lisboa
Sede do DN na avenida da Liberdade, em Lisboa FOTO: Natália Ferraz
A venda dos edifícios que servem de sede às redações do Diário de Notícias, em Lisboa, e do Jornal de Notícias, no Porto, deve ficar concluída no primeiro semestre do próximo ano.

Segundo apurou o Correio da Manhã, o processo negocial já se encontra numa fase final. Ou seja, o núcleo de interessados foi reduzido, e a apresentação de propostas finais está para breve. Depois, cabe à administração da Global Media Group, presidida pelo advogado Daniel Proença de Carvalho, decidir a quem entrega os edifícios.

O CM sabe que a sede do JN, no Porto, na rua Gonçalo Cristóvão, poderá render cerca de 10 milhões de euros. Já o edifício do DN, na avenida da Liberdade, em Lisboa, poderá ser alienado por quase 20 milhões de euros. De recordar que este prédio, da autoria do arquiteto Porfírio Pardal Monteiro, foi galardoado, em 1940, com o prestigiado prémio Valmor de arquitetura.

Após a conclusão dos negócios, a empresa de media terá pelo menos um ano para fazer todas as mudanças para as novas sedes, que devem continuar dentro dos limites das cidades do Porto e de Lisboa. No caso da capital, sabe ainda o CM, o novo edifício-sede vai receber também a equipa da rádio TSF, que pertence ao mesmo grupo.

Contactada, a Global Media Group não fez comentários.

DN JN sedes compra redações jornalistas jornais Porto Lisboa