Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

Sentido do Gosto

Explicar a técnica de fazer bons pratos num programa de eloquência televisiva é um dom.
4 de Maio de 2007 às 00:00
Sentido do Gosto
Sentido do Gosto
“Não há amor tão sincero como o amor pela comida”, dizia George Bernard Shaw. Sabia do que falava. A gastronomia, ao longo dos séculos, deixou de ser apenas uma necessidade. É um prazer. Talvez por isso os seres humanos foram-lhe juntando gostos e aromas diferentes, mesmo em forma de produtos complementares.
Comer um bom queijo, com um óptimo pão, com azeitonas e um vinho pode ser a boleia para uma grande conversa de fim de dia? Claro. José Bento dos Santos, nesse aspecto, guarda uma herança notável. Conhece as comidas. Produz vinho. Percorre a História em busca de conexões, como as que levaram a que o Oriente e o Ocidente trocassem aromas e tentações culinárias.
O ‘Sentido do Gosto’ tem a ver com tudo isto. É um espaço em que aprendemos muito sobre a culinária, mas sobretudo sobre as razões que nos levam a preferir uns produtos face a outros, em determinadas situações.
A culinária é um dom. Transmitir isso em televisão é algo que é limitado. Em Portugal tivemos a eterna Maria de Lurdes Modesto. Mais recentemente, João Carlos Silva trouxe, de São Tomé, o espectáculo gastronómico em forma de prazer criativo. Capaz de nos tentar ao chamado pecado da gula, algo que não nos importamos. Mas conseguir juntar a simples técnica de fazer bons pratos à eloquência televisiva é um elixir único. É isso que, num pequeno espaço, José Bento dos Santos faz de forma admirável. Aprendemos com ele algo simples: o que é o bom gosto, hoje. É ver este programa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)