Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

SIC usa modelo da Globo

A nova novela da SIC, ‘Laços de Sangue’, com estreia marcada para dia 13, promete revolucionar a forma como os portugueses seguem este tipo de ficção. "Daqui a oito, dez episódios já estamos a fazer os primeiros inquéritos para saber qual é a reacção do público", explicou ao CM Francisco Pinto Balsemão.
8 de Setembro de 2010 às 00:30
Francisco Pinto Balsemão, presidente da Impresa, dona da SIC
Francisco Pinto Balsemão, presidente da Impresa, dona da SIC FOTO: João Relvas/Lusa

Para o presidente da Impresa, dona da SIC, a opinião do telespectador vai ser, finalmente, tida em conta. "Claro que não podemos andar sempre a mexer, mas só o facto de ter essa possibilidade também é um dos exemplos que se podem dar sobre a eficácia desta colaboração com a TV Globo", afirma.

Pinto Balsemão revela ainda ao CM que a introdução desta metodologia era um "desejo de há muito, mas só agora é possível implementar". "Esta cooperação com a TV Globo é muito importante e permite ir alterando o rumo da novela, se for caso disso, como a estação brasileira faz há anos."

Quanto ao êxito de ‘Laços de Sangue’, uma parceria com a TV Globo e a SP Televisão, Balsemão não tem dúvidas: "Estou confiante no sucesso desta novela que colocará a SIC no topo das audiência. É um grande esforço financeiro, mas acho que facilmente é compensado."

À margem do evento, Gabriela Sobral, a nova aquisição da SIC para a direcção de programas, contou ter já em mente um "grande projecto para o canal". Gabriela Sobral revelou ainda ao CM alguns dos motivos que a levaram a deixar a TVI: "A saída de Moniz e a entrada de uma nova direcção de programas e de informação, e depois de um director-geral [Cotrim Figueiredo], que vem de áreas que não a televisão, gerou da minha parte um certo desconforto."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)