Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

Soraia Chaves curiosa com série

"Estou mais curiosa do que ansiosa em ver a série", diz a actriz Soraia Chaves que veste a pele de ‘Maria Emília’ em ‘A Vida Privada de Salazar’, que estreia hoje, às 21h40 na SIC. A actriz, que interpreta a cartomante com quem o ditador se aconselhava, e uma das suas amantes, espera gostar de ver o seu desempenho.
8 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Diogo Morgado é ‘Salazar’ e Soraia Chaves ‘Maria Emília’, uma das amantes e conselheiras do estadista
Diogo Morgado é ‘Salazar’ e Soraia Chaves ‘Maria Emília’, uma das amantes e conselheiras do estadista FOTO: Pedro Catarino

"Quero ver se ficou à altura do desafio e do trabalho do restante elenco", desabafa a actriz, que continua a apostar na sua formação. Na próxima semana, Soraia Chaves torna a viajar, desta vez para Madrid.

Diogo Morgado, por seu lado, alimenta, igualmente, uma forte curiosidade quanto à sua prestação. "Foi complicado compor esta personagem", confessa o actor que dá vida a ‘António de Oliveira Salazar’ e que já disse ter-se sentido "muito assustado" com o convite para ser o protagonista. Também o realizador Jorge Queiroga está "convicto de que a série suscitou alguma curiosidade – o tema causou, certamente, alguma perplexidade – e, por isso, espero que seja vista por muitas pessoas". A série percorre a intimidade do estadista com cinco belas mulheres – uma das quais a própria narradora, a jornalista ‘Christiane Garnier’ (Helena Noguerra) – e promete cenas de grande erotismo. "A versão cinematográfica terá cenas que não mostramos na série", garante o realizador ao CM.

SITUAÇÕES CARICATAS NOS BASTIDORES

Nas seis semanas de gravações da série ‘A Vida Privada de Salazar, ao longo das dez horas de trabalho, viveram-se algumas situações caricatas. Até o perigo espreitou. Ainda assim, nada disto contaminou o bom ambiente nos bastidores. Entre os actores, as brincadeiras prendiam-se com as características das suas personagens ou ainda com situações de cena. "Eu era a cara sisuda, em cena, e isso gerou piada depois nos bastidores", conta ao CM Margarida Carpinteiro, que interpreta a governanta ‘Maria de Jesus’. Também Beatriz Costa, que incarna ‘Maria Antónia, a pupila, recorda um episódio curioso: "Um dia, eram três horas da madrugada e estava a comer bacalhau. Era a ceia de Natal [risos]."

Já o realizador Jorge Queiroga lembra a situação perigosa das gravações: "O último dia de filmagens foi um pouco sombrio. Gravávamos no Terreiro do Paço com a Soraia Chaves a cavalo. O animal assustou-se e ela caiu. Foi preocupante, mas a Soraia surpreendeu-me pela positiva, porque isso não a impediu de continuar."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)