Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Taxa digital ganha nova oportunidade no G20

OCDE vai apresentar proposta aprovada por 129 países para a adoção de sistema fiscal mais justo.
Sónia Dias 8 de Junho de 2019 às 10:53
Facebook
Facebook
Facebook
Facebook
Facebook
Facebook
A ideia da criação de um imposto digital sobre as receitas ou lucros dos gigantes da internet - conhecidos como GAFA (Google, Amazon, Facebook e Apple) - não está totalmente adormecida.

Na próxima reunião do G20, que terá lugar sábado e domingo na cidade de Fukuoka, no Japão, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) vai apresentar um roteiro, assinado por 129 países, que mostra o melhor caminho para a introdução daquela que ficou conhecida como Taxa Google.

"Foi feito um importante progresso nesse sentido, mas ainda é preciso muito trabalho se quisermos alcançar, até ao fim de 2020, uma solução unida e a longo prazo para os desafios fiscais que a economia digital nos reserva", afirmou a secretária- -geral da OCDE, Angel Gurria.

O encontro, que reúne ministros das Finanças de vários países, incluindo Portugal, é uma oportunidade única para a OCDE voltar a colocar a Taxa Google na agenda política, na esperança de conseguir, finalmente, alcançar um consenso nesta questão, que continua a dividir opiniões e que tem levado vários países a avançar sozinhos com uma taxa própria, como são os casos de França, Espanha, Inglaterra, Itália e Áustria.

Em 2015, a OCDE estimou que a ausência de uma taxa digital sobre as multinacionais norte-americanas representava uma perda de cerca de 213 mil milhões de euros. Um valor que, hoje em dia, será muito mais elevado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)