Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

TVI Notícias avança

As novas administrações da Media Capital (detém, entre outros, a TVI) e da Portugal Telecom (TV Cabo) estão a negociar a entrada de novos canais na rede por cabo. A primeira aposta da estação de Queluz será na Informação e o objectivo é concorrer com a SIC Notícias e a RTPN, apurou o CM.
15 de Junho de 2006 às 00:00
Henrique Garcia, responsável pela criação do futuro canal de notícias da TVI, poderá voltar ao ecrã
Henrique Garcia, responsável pela criação do futuro canal de notícias da TVI, poderá voltar ao ecrã FOTO: Natália Ferraz
Depois de vários adiamentos – que poderão ser justificados com um eventual acordo de exclusividade assinado entre a SIC, a TV Cabo e a PT Multimédia (ver caixa) –, o projecto poderá estar no ar até ao final deste ano ou no início do próximo. A coordenação do futuro canal de notícias caberá ao jornalista Henrique Garcia.
O novo canal, à semelhança da concorrência, terá a mesma equipa que trabalha na Informação da Quatro. “As edições serão diferentes, têm ritmo e dimensão diferentes, mas a redacção é comum”, conta ao CM Henrique Garcia, que também poderá ser uma das caras do novo projecto.
Há cerca de quatro anos, quando a TVI avançou com o projecto para o cabo, o objectivo era a criação de um canal de Informação, mais centrado na área económica. “Mas a realidade mudou”, diz Garcia, acrescentando: “Será um canal de notícias à nossa maneira, com algumas especificidades em relação a outros já existentes, e não deixaremos de dar atenção à questão económica. Mas é claramente concorrente com os outros dois projectos que já estão no ar”.
A TVI está, também, a preparar os conteúdos para mais um canal para o cabo. O CM apurou, por outro lado, que a estação tem mais dois projectos em carteira, os quais estão ainda em fase embrionária.
ADC ANALISA EXCLUSIVIDADE
A Autoridade da Concorrência (ADC) está a analisar um eventual acordo de exclusividade entre a SIC, a TV Cabo e a PT Multimédia, assinado em 2001, que impediria a entrada de novos canais na rede por cabo. Caso tal parceria seja uma realidade, as três empresas podem incorrer numa multa que pode chegar aos dez por cento do respectivo volume de negócios anual. Trata-se da percentagem máxima estabelecida por lei em coimas aplicadas pela ADC, mas o CM apurou que a entidade reguladora, até hoje, nunca aplicou o limite máximo.
Contactados pelo nosso jornal, a Portugal Telecom e a Impresa (detentora, entre outros, da SIC) não quiseram comentar o caso. Também a Media Capital não se quis pronunciar.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)