Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

VALENTINO: É COMPLICADO SER MÚSICO

Valentino, músico e manequim, concretiza um dos seus sonhos com a edição do disco ‘És Mais que um Amor’. Depois da aventura no ‘Big Brother Famosos’ (TVI), o jovem mostra as suas qualidades como intérprete pop-rock e compositor.
23 de Março de 2003 às 22:21
Correio da Manhã – O que se pode encontrar neste disco?
Valentino – Muito de mim e do meu percurso nos últimos cinco anos. O disco tem dois ou três temas que foram compostos ao longo dos últimos cinco/seis anos. Fui buscar à gaveta temas que tinha escrito e que gostava e que um dia queria publicar. Limpei o pó, dei uns retoques e este é o resultado final. O disco tem muito de mim, muito sentimento, e espero que as pessoas consigam compreender o conteúdo das letras.

Como é que define o disco musicalmente?
– Não sei... Eu sou um distraído e desatento e não consigo definir o meu próprio estilo musical, mas penso que está dentro do pop-rock. É complicado comparar-me a outro artista, pois também não tenho um ídolo ou uma referência que possa dar.

– Esta é apenas uma passagem ou gostava de ficar no mundo da música?
– Nunca quis ser manequim, mas sempre quis ser músico. Em Portugal é muito complicado ser músico e não quero casar, ter filhos e passar uma vida de altos e baixos. Também procuro estabilidade. A música pode trazer alguma estabilidade, mas quero especializar-me em informática, que adoro. Mas enquanto tenho a casa da mamã e posso cometer os meus erros e andar a esbarrar com a cara nas paredes vou tentar a música e levá-la até onde conseguir. Gosto de chegar ao máximo em tudo o que me envolvo, daí também estar com receio deste mundo, porque sei que nem tudo depende de mim. Não quero que seja apenas uma passagem, mas acredito, porque tenho os pés assentes na terra, que não vai ser assim tão fácil ficar por aqui por longos anos.

Porquê a escolha de duas versões de temas de Ronan Keating?
– A escolha foi minha. “If Tomorrow Never Comes” porque era a música que mais cantava dentro da casa do “Big Brother” e continuo a gostar muito, o outro – “When You Say Nothing at All” – é um tema que gosto há muito tempo. No segundo tema resolvemos fazer uma alteração a ver se mexíamos um bocadinho e para não ser igual. São dois temas que sempre gostei, calhou serem da mesma pessoa e também serem em inglês.

Desde que participou no “Big Brother Famosos” as coisas têm acontecido muito rapidamente. Como está a viver com tudo isso?
– Conheço muita gente que se passa com estas coisas da fama, mas como tive um processo gradual, comecei aos 16 anos e pouco a pouco fiquei conhecido e depois houve um “boom” com o “BB”, não foi incomodativo. Estou preparado para isso e ando normalmente, mas claro que me ajuda imenso na carreira. A estada no “BB” não modificou nada a nível da minha personalidade. Toda a gente estava à espera de um novo Valentino mas encontraram o mesmo palhaço [risos].

A moda fica para segundo plano?
– Mudei de agência, estou na Elite Portugal, e de forma alguma vou esquecer a moda. A moda passa para segundo plano, mas não será menos importante. Mas neste momento a música é o meu objectivo mais importante.

VOU CANTAR COM A BANDA
Como é que vão ser os espectáculos ao vivo?
– As coisas já estão alinhadas e nos concertos vou cantar com uma banda. Mas quero estar ao lado de músicos que gostem do que estão a tocar e que se dêem bem. E também têm que ter “feeling”. A minha produtora, a NZ, já tem tudo alinhavado e inclusivamente já temos um “showcase” preparado para correr discotecas, etc. Piso uma ‘passerele’ como quem está a comer uma sopa, mas subir a um palco e cantar é que vão ser elas.

Sente-se preparado para enfrentar o público?
– Não [risos]. Mas por mais nervoso que esteja, sei que não desafino. Até acho que canto melhor nervoso do que normal. Mas seca-me a garganta e isso tenho que começar a perder...

VER E OUVIR
Valentino tem já a agenda preenchida para as próximas semanas. A apresentação de “És Mais que um Amor” é no próximo dia 31, a partir das 19h00, no Blues Café, Lisboa. Depois o jovem vai passar por vários programas de TV:“A Vida é Bela” (dia 31), “Às Duas por Três” (3 de Abril) e “Olá Portugal” (4).
O artista tem ainda marcadas várias passagens de modelos, nomeadamente no Braga Parque (28), Arrábida Shopping (2 de Abril), Faculdade Lusíada de Famalicão (11), Fórum Almada (12) e Fórum Aveiro (19).

PERFIL
Com apenas 23 anos, Valentino pode orgulhar-se de ser o único português a ser incluído na conceituada agência Joy Uomo, de Milão, e a desfilar para Jean Paul Gautier. Actualmente na agência Elite Portugal, este músico e modelo já passou roupas de nomes conhecidos como Hugo Boss e Mishiko Koshino. Valentino ficou bem conhecido após participar no “Big Brother Famosos 2” (TVI).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)