Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

“Viemos aqui para ganhar”

Jel, lisboeta de 34 anos que dá pelo apelido de Neto e que, com o irmão Falâncio (Vasco), de 30, apregoa de megafone o seu humor interventivo na SIC Radical, foi ao Espaço Monsanto cheio de garra cantar ‘E o Povo, Pá?’, tema que arrebatou a vitória no Festival da Canção Alternativo.
3 de Abril de 2009 às 00:00
Os Homens da Luta
Os Homens da Luta FOTO: Direitos reservados

“Nós viemos aqui para ganhar”, previu Jel à Correio TV, antes de actuar. A banda de Jel e de Falâncio, ‘Os Homens da Luta’, conta ainda com Pôncio Gomes, Joaquina da Concertina, Benedita das Dores, Gregório Anarca e Soldado de Abril. Juntos, deverão ir cantar no Festival Eurovisão (a 12 de Maio), mas nas escadas do antigo estádio olímpico de Moscovo, onde decorre o evento. “Cantamos como resposta à crise e andaremos onde for preciso enquanto esta durar, em fábricas a fechar, manifestações e salas de espectáculos. Vamos candidatar-nos à Câmara Municipal de Lisboa com a cantiga como arma política e fazer da capital uma república popular”.

IDEIAS DE ALVIM

Fernando Alvim, mentor do Festival da Canção Alternativo, que se realizou no passado dia 27 em Lisboa, convidou Serenella Andrade e Eládio Clímaco para apresentadores.  Ao seu lado, no júri, Tozé Brito afirmou-se “divertidíssimo” e admitiu: “Algumas canções são editáveis”. Alvim criou o evento “por causa do trauma de não vencermos uma única edição do Eurofestival e por esta ser uma alternativa credível”.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)