Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Vou-me realizando sem pressas

Satisfeita com o sucesso, apresentadora de ‘Dança Comigo’ admite que investe tanto na RTP como já investia na SIC.
2 de Junho de 2006 às 00:00
Vou-me realizando sem pressas
Vou-me realizando sem pressas FOTO: Mariline Alves
Sílvia Alberto superou todas as expectativas criadas à volta da sua mudança para a RTP. Teve que esperar por uma oportunidade, mas, dois meses depois da sua estreia em ‘Dança Comigo’, mostra argumentos que confirmam a sua imagem como uma das melhores apresentadoras de televisão em Portugal. Acabada de fazer 25 anos, com uma imagem renovada, mais adulta e sensual onde se destaca o cabelo solto, Sílvia Alberto voltou à ribalta e prepara um final “apoteótico” para ‘Dança Comigo’.
A crítica também tem sido favorável, tanto em relação ao programa como à sua prestação em directo. No entanto a apresentadora não alinha em vedetismos e mantém os pés bem assentes na terra. “As críticas boas são sempre bem-vindas, mas não podem ser um barómetro, até porque as opiniões variam de mais”, defende em entrevista à Correio TV.
“Sinto-me realizada com o ‘Dança Comigo’. Com o resto vou-me realizando, sem pressas. Conseguir isso numa vida que passa a correr já é um objectivo arrojado”, confessa. Prova do seu bom senso, é o esforço que tem feito para concluir o curso de Dramaturgia e Representação na Escola Superior de Teatro e Cinema.
“As pessoas só me vêem ao sábado e nem imaginam o que eu faço durante o resto da semana. É alucinante. Como estou a estudar em simultâneo, estou na faculdade de segunda a quinta-feira, e na sexta-feira entro no registo do ‘Dança Comigo’. Estudo o guião, faço as alterações necessárias e trato de coisas, digamos, mais fúteis, como o cabelo, unhas e essas coisas. E ainda vou aos ensaios deles [dos concorrentes do ‘Dança Comigo’]. No sábado estou no estúdio a ensaiar desde as duas da tarde e só termino quando o programa acaba [cerca da 01H00]. Tem sido muito difícil, mas vou fazendo o melhor que posso”, revela.
Sílvia Alberto estreou-se na SIC com apenas 18 anos e, então, fazia gala em mostrar a imagem irreverente da adolescente que era. Mas, após a sua saída de Carnaxide, quase de um dia para o outro, surgiu nos ecrãs da estação pública com uma imagem mais madura, adulta e sensual. “A idade chega com aviso, não me sinto muito diferente mas as mudanças são inevitáveis, já que o tempo não pára e há que seguir em frente”, salienta, para justificar o visual cuidado com que se apresenta nas galas – a cargo da produção do programa – contra o estilo informal do dia-a-dia.
DA SIC PARA A RTP
Sobre o sucesso, Sílvia Alberto destaca o trabalho de toda a equipa que está por trás do que se vê no ecrã e o rumo que o concurso da RTP 1 tomou. Depois do desaire com ‘Senhora Dona Lady’, cuja falta de audiência levou ao final abrupto do programa e à sua saída da SIC, Sílvia Alberto só pode ficar agradada com o programa que tem em mãos. “Nunca me deixei pressionar pelas audiências, claro que os óptimos resultados que o ‘Dança Comigo’ tem feito me deixam muito contente. Assento a minha prestação no trabalho diário e invisto na RTP o que já investia na SIC”, afirma.
E o empenho é tal, que para Sílvia Alberto “’Dança Comigo’ não é só um salão de baile. É também um local de encontro e de partilha, onde não privilegiamos somente a arte da dança, mas também a vontade de fazer bem feito, a alegria de viver, a evasão, o desafio. É sem dúvida um grande espectáculo, um caso de sucesso, resultado de um trabalho de equipa onde incluo obrigatoriamente os dançarinos e o público.”
Mas quem assistir a uma emissão em directo e tiver acesso aos bastidores apercebe-se dos laços criados entre Sílvia Alberto e toda a equipa de produção. “Criei aqui uma família. Se não a tivesse criado certamente o programa não correria tão bem como tem corrido. Até porque não é um trabalho só meu, é um trabalho de equipa. E é essa equipa bem estruturada, dinâmica e muito talentosa que faz com que eu possa realizar o meu trabalho e estar à vontade. Porque posso confiar neles. Sem a equipa eu não era nada”, defende, com alguma humildade.
'O PERCURSO QUE ESTOU A FAZER NA RTP ESTÁ A AGRADAR-ME MUITO'
No ar desde 25 de Março, o que perfaz dez edições, e quando faltam apenas duas eliminatórias e a final, Sílvia Alberto revela que já teve a sua dose de bons momentos televisivos. “É difícil escolher o melhor mas... entre a boa disposição do Vítor de Sousa, a reacção de Odete Santos ao comentário de Ricardo Araújo Pereira e o retorquir do mesmo à crítica feita pela deputada, o ventre da Inês Castel-Branco, a Ana Bola como convidada do júri, os mortais do Ricardo Guedes, a garra da Carla Andrino, o Fernando Mendes a dançar, a relação que se estabeleceu semanalmente entre a São José Lapa e o João Baião, a resposta de Marco de Camillis aos Gatos [‘Gato Fedorento’], o charme de Zé Diogo Quintela... não consigo escolher”, assume. Diferente é a sua posição face ao pior momento que viveu durante o concurso: “Foi sem dúvida o facto de a Susana Félix se ter magoado no ensaio geral da segunda semi-final, mas fiquei contente com a decisão tomada de a fazer voltar.”
Questionada se teria algum participante favorito para a vitória na final, Sílvia Alberto defende-se da melhor forma: “Não vou conjecturar, mas certamente será merecedor.”
Sobre o futuro, que, certamente passa pela RTP, coloca-o nas mãos de quem a levou para a estação pública. “Depois do ‘Dança Comigo’ e dos exames espero tirar duas semanas de férias. Depois o Nuno Santos [director de programas] o dirá, mas espero que tudo corra bem. O percurso que estou a fazer na RTP está a agradar-me muito. Tenho sido muito bem tratada e não sei que surpresas o Nuno me reserva. Uma reunião em breve decidirá tudo isso. Não sei que novidades terá ele para mim, mas espero que sejam boas”, diz sem se mostrar preocupada com o interregno.
'APOSTA EM APROVEITAR O PRESENTE'
Num momento alto da carreira, Sílvia Alberto mostra agora todas as qualidades que a transformaram num dos rostos mais conhecidos do panorama televisivo português. E é em directo que a apresentadora se sente mais à vontade. “Estar em directo é um risco e este programa corre todos os riscos. Já percebemos que o ‘Dança Comigo’ é um espaço extremamente familiar onde as pessoas se sentem à vontade para criar e se reinventarem. Foi exactamente isso que aconteceu com o António Sala que, como grande comunicador e apresentador de televisão que é, fez [na edição de 27 de Maio, antes de atribuir a pontuação a Zé Diogo Quintela, António Sala levantou-se do seu lugar para negociar com Ricardo Araújo Pereira e Tiago Dores – também do ‘Gato Fedorento’ – a sua votação]. Nós temos de estar sempre disponíveis para aquilo que acontece, é assim que se fazem os grandes momentos de televisão. E eu divirto-me com isso”, remata a apresentadora.
Acerca do desejo de fazer uma segunda edição de ‘Dança Comigo’, Sílvia Alberto é peremptória: “Claro, é um grande programa, mas não sei o que a RTP reserva para mim.” No entanto não se mostra preocupada com o futuro, mas sim apostada em aproveitar o presente.
CATARINA VERSUS SÍLVIA
Catarina Furtado era a favorita para conduzir o programa, mas o facto de estar grávida levou a que partilhasse a apresentação com Sílvia Alberto. Essa mesma substituição já tinha acontecido na SIC e Sílvia admite que Catarina é uma “excelente profissional”. “Não é primeira vez que os nossos caminhos se cruzam e à semelhança do que já tinha acontecido no ‘Catarina.com’, herdei um público generoso. A relação que mantenho com ela é óptima e estou muito feliz por ela, nesta nova fase da sua vida”, remata.
MARCOS DE UMA CARREIRA
ÍDOLOS
Foi ao lado de Pedro Granger que Sílvia Alberto saltou para a fama em 2003.
Já em 2004 Sílvia era convidada para apresentar vários eventos, sobretudo de moda.
SONHO DE MULHER
O programa da SIC revolucionou e permitia ao público participar na eleição da Miss Portugal.
DANÇA COMIGO (ESTREIA)
No sexto programa, dia 25 de Março, Sílvia tomou o lugar de Catarina Furtado. A gravidez desta não lhe permitia continuar.
IMAGEM
Na edição de 21 de Maio, Sílvia surpreendeu ao usar uma mini-saia e um decote ousados. O cabelo solto tornou-se numa imagem de marca.
A NOVIDADE
SÍLVIA ENSAIA TANGO PARA FINAL AO VIVO
A primeira edição de ‘Dança Comigo’ termina já no dia 17 e para um final em grande a RTP prepara uma emissão ao vivo em que até Sílvia Alberto vai ter que dançar. “A final será apoteótica. Ainda não podemos divulgar onde vai ser realizada porque não está definido, mas, a comprovar-se aquilo que estamos a preparar vai ser uma final em grande para que todas as pessoas que assistem ao programa possam sair de casa e, literalmente, assistir em directo. Portugal inteiro está convidado para sair de casa, dar um pezinho de dança e divertir-se connosco”, antevê.
Para dar ainda mais brilho a esta grande gala, Sílvia promete dançar pela primeira vez no programa: “Vão poder ver-me dançar na grande final. Estamos a programar um tango, mas para isso precisamos de aulas.” Até lá serão realizados dois programas extra com os derrotados das meias-finais para ‘repescar’ mais dois finalistas. José Diogo Quintela, Jorge Gabriel, Paula Neves, Rita Pereira, Liliana Santos, Susana Félix, Marina Mota e Sofia Aparício são os candidatos.
'DANÇA COMIGO'
Formato: Concurso
Dia: Sábado
Hora: 21h15
Canal: RTP 1
Final: 17 Junho.
Ver comentários