Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

Worldcom já mudou de sócios

A Worldcom, empresa criada em Dezembro e que adquiriu os direitos de venda da Liga Espanhola para Portugal, já mudou de sócios e espera a entrada de mais parceiros.

19 de Fevereiro de 2011 às 00:30
Rui Pedro Soares vai criar empresa para investir no semanário de Emídio Rangel, lançado até Junho
Rui Pedro Soares vai criar empresa para investir no semanário de Emídio Rangel, lançado até Junho FOTO: Mariline Alves

A empresa, registada em nome dos pais de Rui Pedro Soares, é já detida a 85% por Carlos Soares, irmão do ex-administrador da PT. Além disso, entrou um sócio individual que fica com 15% do capital. A parte de Carlos Soares será dispersada por novos accionistas, nomeadamente grupos internacionais da área de direitos televisivos e por um empresário nacional.

O CM apurou que a Worldcom irá apresentar o seu projecto a empresas como Ongoing, Cofina, proprietária do CM, e Olivedesportos, de Joaquim Oliveira. O objectivo é que este parceiro assegure a transmissão dos jogos, criando um canal de cabo.

O modelo de negócio da Worldcom é similar ao de um intermediário financeiro. A empresa assegurou os direitos de venda para Portugal da Liga espanhola, garantindo à Mediapro 66,6% do activo. Se não conseguir vender os jogos, a Worldcom pagará aos espanhóis o mesmo que a Sport TV paga actualmente. Caso os consiga vender, a Mediapro recebe esse valor mais 66,6% do remanescente. Este modelo, apurou o CM, será o mesmo a ser oferecido ao Benfica.

A Worldcom deve pagar aos encarnados 15 milhões por ano, ficando o Benfica com parte dos direitos. Por exemplo, se fizer 30 milhões com a venda dos jogos e o clube tiver 50% dos direitos, recebe 15 milhões mais 7,5 milhões (50% do remanescente).

WORLDCOM RUI PEDRO SOARES EMPRESA LIGA ESPANHOLA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)