Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

10 rituais para começar melhor o dia

Para que as manhãs atribuladas (que resultam em dias atribulados) sejam coisas do passado.
Por Andreia Rodrigues 28 de Novembro de 2019 às 07:00
Porque a manhã marca o ritmo do dia, é importante adquirir hábitos que nos dêem energia e alegria, que nos deixem positivas e prontas para enfrentar todas as tarefas e desafios diários.
Para começar, é muito importante que acorde cedo, de forma a aproveitar a manhã ao máximo e não andar a correr nervosa por todo o lado. Mesmo nos dias em que não trabalha, acordar à hora de almoço não é produtivo e quebra os hábitos da semana. Depois, há alguns rituais que pode pôr em prática de forma a começar o dia com o pé direito. Explicamos-lhe tudo.
 
A manhã começa na noite anterior
Não deixe tudo para fazer de manhã, pois os imprevistos acontecem e assim poupa tempo para fazer outras coisas. Escolha o que vai vestir e deixe todo o conjunto pronto, para que de manhã não passe meia hora a olhar para o armário e a queixar-se sobre não ter nada para usar. Arrume também a carteira, computador, papéis, agenda, tudo o que tem de levar para o trabalho no dia seguinte. Desta forma, vai tudo arrumado e tem a certeza de que não se esquece de nada importante. Se leva o almoço para o trabalho, prepare-o na noite anterior e coloque os snacks dentro da marmita.
 
Acorde cedo
Como mencionámos anteriormente, é importante que acorde cedo o suficiente para poder vestir-se, maquilhar-se, pentear-se e tomar o pequeno almoço com calma, sem andar a correr a olhar para o relógio.
 
Comece o dia com afirmações positivas
Dizem que se acreditarmos muito em alguma coisa, que ela se torna verdade e são cada vez mais as pessoas a partilhar o poder que têm as afirmações. Por exemplo, se disser a si própria todas manhãs que está bonita e que o dia vai correr bem, fica imediatamente com um espírito mais confiante e positivo. É a lei da atração: o bem atrai o bem. Por isso, tenha pensamentos e afirmações positivas, reflita sobre o que quer, o que sente e encoraje-se a si própria.
 
Escreva um diário
Escrever sobre o seu dia e o que sente é uma boa forma de se libertar dos pensamentos negativos e de libertar a cabeça para se focar nas tarefas que tem de concluir. Tudo o que a preocupa, os seus sonhos, as coisas pelas quais está agradecida, escreva tudo. No final, vai ver que se torna mais produtiva, menos preocupada e mais positiva.
 
Massaje a cabeça
As massagens de manhã são muito revigorantes. Ajudam na circulação e despertam e estimulam os músculos, reduzindo a tensão. Para isso, incline a cabeça levemente para trás. Depois, leve as mãos à cabeça e coloque os polegares abaixo das orelhas, a palma das mãos e os dedos ao longo das laterais do rosto e as pontas dos dedos nas têmporas, como se estivesse sob uma mesa com a cabeça apoiada nas mãos. De seguida, use os seus polegares para contornar a base do crânio, pressionando e massajando, aplicando o máximo de pressão que estiver a sentir. Trabalhe os polegares desde as orelhas até à coluna, durante cerca de dois minutos. Pode aplicar a técnica em outras zonas do crânio que pareçam tensas, como acima das orelhas ou têmporas.
 
Abane-se
Esta é uma boa técnica para levar a energia a todo o corpo. De pé, comece pelos braços, depois pelas pernas e todo o corpo. Liberte-se de tudo o que lhe pesa e a deixa tensa.
 
Aqueça as palmas das mãos e pouse-as sobre os olhos
Com o estilo de vida que levamos e a quantidade de horas que passamos a olhar para ecrãs, é fácil perceber o quão cansados estão os nossos olhos. Para os relaxar, sugerimos que se sente confortavelmente e comece a esfregar as mãos uma na outra para que estas aqueçam. Depois, pouse as mãos quentes nos olhos e sinta o calor durante alguns minutos. Pode fazer isto de manhã ou ao deitar.
 
Medite
A meditação pode acontecer tanto de manhã, como ao longo do dia, nos momentos em que precisar de uma pausa. Basta encontrar um lugar sossegado, fechar os olhos e respirar com calma, focando-se no "aqui e agora", esquecendo os problemas.
 
Mindful Eating
Ainda na conversa sobre a meditação e sobre o tirar um momento para relaxar, o mesmo se aplica à hora da refeição. Passamos o dia tão aceleradas, que esta se torna uma hora sagrada, na qual devemos relaxar e saborear o que estamos a comer, no momento presente. Enquanto come, esqueça todas as tarefas que tem para fazer, largue o telemóvel e a televisão, e foque-se em mastigar com calma, em sentir o sabor da comida. Além de ficar menos stressada, vai melhorar a sua digestão. Faça-o quer ao pequeno almoço, quer nas restantes refeições do dia.
 
Organize-se
Depois de se vestir, maquilhar, meditar e comer, sente-se e escreva todas as tarefas que tem para fazer nesse dia, mesmo as mais simples. Pode fazer esta lista mesmo a caminho do trabalho. Assim, tem sempre um suporte ao qual recorrer para verificar se se esqueceu de fazer alguma coisa e com certeza que vai chegar ao fim do dia satisfeita por ver todas as tarefas completas.
Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Família

Parentalidade. Dúvidas de pais e filhos lado a lado

Quantas vezes os seus filhos já lhe fizeram perguntas indiscretas, e teve que pensar antes de responder? No livro 'Pais e Filhos: As nossas perguntas e as respostas dos especialistas', a jornalista Rita Costa aborda as dúvidas mais persistentes dos pais e as perguntas difíceis dos filhos.

Bem Estar e Nutrição

Será a sensibilidade um defeito ou uma virtude?

Em entrevista à Máxima, a psicóloga Elaine N. Aron explica que a sensibilidade deve ser normalizada, e ensina como enfrentar a vida quando tudo à nossa volta nos afeta.

Ciência

Animais de laboratório: "São um instrumento, mas especial"

A propósito do Dia Mundial do Animal de Laboratório, Leonor Saúde, diretora do Biotério de Peixe-Zebra no IMM, defende que se deve falar mais da importância dos animais nas descobertas científicas e lembra que o uso está muito regulado.