Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

13 sugestões de um especialista para dormir melhor

Nesta altura de incerteza e mudança, o sono pode sofrer alterações sérias. Dulce Neutel, médica neurologista especialista em sono, explica como deixar de andar às voltas na cama em tempos de pandemia.
Por Rosário Mello e Castro 19 de Março de 2021 às 09:00
FOTO: Pexels

O mundo parece dar-nos cada vez mais razões para ficarmos acordados. Vivemos um tempo de comunicação tão acelerado e eficaz que nunca foi tão difícil conseguir desligar. Para Dulce Neutel, médica neurologista e especialista nas questões do sono, neste momentos de ansiedade que o mundo atravessa, é natural que exista pelo menos dificuldade em adormecer, a chamada "insónia inicial," explica. "Muitas vezes, com o agravamento da ansiedade o sono começa a ser fragmentado, por isso, de uma forma geral, devem ser adotadas medidas que combatam essa ansiedade." Com as mudanças de hábitos provocadas pela pandemia, as noites bem dormidas também pode estar a ser afectadas pela falta de luz solar, "muito importante em vários domínios, por exemplo na produção de vitamina D" e porque o corpo humano está preparado para viver ao ar livre. Tem ainda de se habituar a novos horários e prioridades, o que também pode mudar a nossa relação com a almofada.

Sabemos que dormir bem é essencial por todas as razões, das emocionais às metabólicas e neste momento isso é ainda mais verdade. "Até pela função imunológica que o sono também tem, uma vez que, é durante o sono que as nossas defesas são reforçadas," explica Dulce. Por isso, esta especialista reúne 13 conselhos para dormir melhor.     

    Exclusivos

    Assinatura Digital

    Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
    Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas