Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

A "fadiga pandémica" e o vício das redes sociais. Psicóloga explica o que mudou nas relações pessoais

Inês Borges garante que os portugueses estão ansiosos por sair de casa e abraçar alguém.
Por Mariana Ferreira 5 de Maio de 2021 às 10:14
Redes sociais, telemóvel
Redes sociais, telemóvel FOTO: Getty Images

Fechados em casa e impedidos de estar com quem mais amamos, virámo-nos para as redes sociais e as dependências online aumentaram. Inês Borges, psicóloga social e das organizações, revela que é uma altura em que a "fadiga pandémica" é mais real do que nunca. Mas afinal, qual foi o impacto da pandemia na utilização das redes sociais? E como é que isso alterou a forma como nos relacionamos com os outros?

Primeiramente, precisamos de saber como se caracteriza o vício na Internet e nas redes sociais.

Inês Borges, que está a realizar um mestrado em psicologia clínica – com foco na área das dependências online, começa por explicar que existe uma diferença entre dependência e "utilizadores problemáticos" da Internet ou das redes sociais.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas