Barra Cofina

A noite foi longa e está de ressaca? Saiba o que fazer para a curar

Suplementos com vitaminas B e C ajudam a proteger o fígado contra os efeitos do álcool.
Por Correio da Manhã 28 de Dezembro de 2019 às 18:28
Quanto mais velho se é, menos se sofre de ressaca
Quanto mais velho se é, menos se sofre de ressaca FOTO: D.R.

O médico Chris Etheridge e o farmacêutico clínico Mike Wakeman, da thisilyn.co.uk, juntaram-se para dar as melhores curas para a ressaca. Vitaminas essenciais, ovos e chá de gengibre são algumas das maneiras experimentadas e testadas que ajudam a curar a ressaca.

A época natalícia e do ano novo é uma altura de cometer excessos. Como tal, os médicos aconselham que coma sempre qualquer coisa antes, durante e depois de beber durante a noite.

Os alimentos que ingerir devem conter vitaminas B, vitaminas C e zinco para reduzir potencialmente os efeitos da ressaca. Estes suplementos, para além de reduzir a ressaca, ajudam também a proteger o fígado contra os efeitos do álcool.

Um estudo realizado recentemente descobriu que pessoas com altos níveis de ácido nicotínico e zinco tiveram ressacas significativamente menos graves. Para além disso, o estudo descobriu ainda que as pessoas que bebem regularmente costumam ter baixos níveis de vitamina C. Para contrariar isto os médicos aconselham a que consuma alimentos com a vitamina, como por exemplo, sumos de laranja. 

Os médicos confirmaram ainda que os ovos são um dos melhores alimentos para curar ressacas. O alimento é rico em aminoácido cisteína, que bloqueia a decomposição do acetaldeído na bebida. O acetaldeído é um dos principais compostos responsáveis pela ressaca.

Também as bananas e o chá de gengibre são bons para a ressaca. O gengibre vai acelerar a eliminação do álcool do organismo.

Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Como ser saudável durante um dia

Saiba quais os alimentos escolher e como prepará-los desde o pequeno-almoço à ceia para equilibrar a alimentação e fortalecer a imunidade.

Família

De amantes a amigos

Na altura em que o ‘até que a morte nos separe’ dá lugar ao ‘enquanto o amor durar’, nasce uma nova forma de separação. Aqui, o ex passa de amante a amigo, aliado numa relação que se recicla e reinventa.