Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Quando a comida é um escape

Bate leve, levemente, como quem chama por si. Será fome? Será tédio? Fome física não é certamente e o tédio não bate assim. Fomos ver, era a fome emocional.
Por Pureza Fleming/MÁXIMA 28 de Agosto de 2020 às 18:02
Fome emocional
Fome emocional FOTO: Unsplash
É um cenário muito típico este que passo a descrever. Está em casa e o aborrecimento começa a ser mais do que muito. Já não há zapping possível de ser feito na televisão — até porque já sente os dedos dormentes e os olhos bambos. É dos tais dias em que se acorda "com os pés de fora" e a única vontade à vista é que aquele dia não exista.



Relacionadas
Notícias Recomendadas