Barra Cofina

O que comer para ter uma pele saudável (e bonita)

O corpo humano é uma máquina perfeita. Dormir bem é essencial para uma boa derme, mas o que põe no prato não é menos importante. Descubra os seus maiores aliados (e os grandes inimigos).
Por Andreia Rodrigues 7 de Outubro de 2019 às 18:39
DR
DR
DR
"Há algumas noções básicas que todos sabemos", começa por dizer Rita Rocha de Macedo, nutricionista e autora dos livros A Dieta Prática e Mais Receitas da Dieta Prática, quando a questionamos acerca do segredo para uma boa pele. Fala-nos em "aplicar protetor solar durante todo o ano, evitar uma exposição prolongada ao sol, hidratar bem a pele, dormir bem". Sabemos isso. Mas o que nos interessa, de momento, é ter a certeza daquilo que podemos (e devemos) comer para uma pele mais alegre.
 
A nutricionista confere: o corpo saudável está diretamente ligado a uma pele saudável e, como tal, a alimentação equilibrada é fundamental: "Artigos ricos em antioxidantes são essenciais", recomenda, tais como "os citrinos, ricos em vitamina C, que colaboram na manutenção do colagénio na estrutura da pele".
 
Com o verão à porta, interessa-nos também saber o segredo de um bronzeado bonito e duradouro. Para ajudar a proteger a pele das radiações UV, a nutricionista sugere "os alimentos de cor alaranjada, como a cenoura, a manga, a abóbora e os vegetais de folha verde, ricos em carotenoides". O tomate é também fundamental, pois é "rico em licopeno, um antioxidante fundamental, que protege as células dos radicais livres". Continuando nos antioxidantes, "os frutos vermelhos, ricos em antocianinas, fornecem uma excelente proteção contra a radiação UV e ajudam a combater os radicais livres". Rico em flavonoides, "o chá verde reduz o aparecimento de cancro da pele, pois protege o organismo dos danos oxidativos dos radicais livres, atuando na proteção celular". Menciona também os alimentos "ricos em ácidos gordos Ómega 3, como peixes gordos, frutos secos e sementes, que provocam a elasticidade da pele, podem prevenir as rugas e as manchas na pele".
 
As especiarias e ervas aromáticas, tão faladas atualmente por darem cor e sabor aos alimentos, são igualmente recomendadas por Rita Rocha de Macedo. Uma delas é o açafrão, pois "é rico em curcumina, e esta substância evita a danificação celular, ao diminuir a presença de radicais livres de oxigénio". A nutricionista alerta ainda para a importância da hidratação para uma boa pele – sim, essa garrafa de litro e meio de água em cima da secretária é para beber até ao fim. No mínimo.
 
Na lista negra estão os "alimentos ricos em gorduras e açúcares", já que, em excesso, ao não serem bons para a nossa saúde não são bons para a pele. E esses, infelizmente, sabemos bem quais são.
Relacionadas
Notícias Recomendadas